Geral

Tráfego na Serra do Corvo Branco é liberado, mas com restrições

Published

em

A serra ficou interditada durante 30 dias por causa da deslizamento de encosta - Foto: Maurício Vieira/Secom/Divugação

A Serra do Corvo Branco, na SC-370, entre Urubici e Grão Pará, está liberada para o tráfego de veículos. O trecho ficou interditado preventivamente durante um mês por causa de deslizamentos ocasionados por fortes chuvas que atingiram a região. Apesar da liberação, o usuário deve obedecer a algumas regras para trafegar pelo local.

Conforme a Defesa Civil do Estado, está permitido apenas o tráfego de automóveis e caminhões com até um eixo atrás. A medida visa a evitar transtornos na estrada, como ocorreu na última quarta-feira, quando um caminhão que percorria o trecho ficou preso na via, levando duas horas para que pudesse ser removido.

Outro pedido da Defesa Civil estadual é para que os motoristas não utilizem o trecho no período noturno, porque a serra não possui iluminação. Segundo as autoridades, além da escuridão, a presença de neblina também contribui para tornar o trecho perigoso para o tráfego à noite.

A reabertura da serra, que passou por obras de melhorias durante a interdição, ocorreu na última quarta-feira (13), depois de uma vistoria técnica de profissionais do governo do Estado. Essas obras de melhoria foram executadas pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra).

“Nós visitamos o trecho hoje e constatamos que já há condições de liberar o trânsito. Foram colocadas defensas metálicas em pontos críticos”, comentou o secretário em exercício da Defesa Civil estadual, Diogo Bahia Losso.

O prefeito interino de Grão Pará, Ademir Bonetti ressaltou a importância econômica de se manter a rodovia aberta. “É uma ligação importante para a escoação de produtos agrícolas. Sem ela, os produtores têm que rodar o dobro da quilometragem. É essencial também para o turismo, que deu uma parada nesse período em que ela esteve fechada. Esperamos que tudo retorne ao normal agora”, disse Bonetti.

Já o prefeito de Urubici, Antonio Zilli destacou que as intervenções feitas durante a interdição, com a melhoria da sinalização e a colocação de defensas, permitiram que a estrada melhorasse. “Seria uma calamidade para Urubici trancar a Serra do Corvo Branco. A cidade necessita dessa estrada”, declarou.

 

Ações preventivas

Com o objetivo de garantir a segurança do usuário da estrada, a Defesa Civil informou que três pluviômetros devem ser instalados no trecho de serra. Esses equipamentos são usados para medir o volume de água. Eles passarão informações em tempo real para a Defesa Civil, que comunicará a necessidade de interdições pontuais em caso de chuva torrencial. Os aparelhos deverão ser instalados ainda neste mês de fevereiro.

Além disso, técnicos do órgão vão trabalhar para levantar os principais riscos da serra. A ação tem por objetivo a elaboração de um plano de prevenção de acidentes, como os deslizamentos. Esse plano servirá para a definição de ações, como obras de contenção de encostas.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com