Notícias

Trabalhadores sofrem mais com o calorão

Published

em

O pedreiro Alceu Ramos trabalha diariamente exposto ao sol forte - Foto: Adecir Morais

A rua é um espaço público, mas também um ambiente de trabalho para muita gente. Enquanto alguns profissionais ficam em salas com ar-condicionado e bebendo água fresca, outros têm de aguentar o sol forte e o calor excessivo.

As altas temperaturas dos últimos dias que atingem a Serra Catarinense, região famosa pelo frio intenso, têm castigado toda a população, mas em especial os trabalhadores que atuam expostos ao sol.

Entre os mais atingidos estão pessoas que atuam com manutenção de vias, construção civil, carteiros, policiais, vendedores ambulantes, entre outros. Ontem foi mais um dia de calor forte em Lages. Por volta das 15h30, o termômetro da Praça do Terminal Urbano registrava 34ºC. O alívio, contudo, veio mais tarde. Por volta das 17h30, com uma chuva fraca que amenizou o calor escaldante.

O pedreiro Alceu Ramos, de 61 anos, está há 45 anos na profissão. Ele trabalha diariamente exposto ao sol. Conta que, para resistir ao calorão, costuma beber muita água e até molhar o corpo para se refrescar. “Não é fácil, mas a gente precisa aguentar porque depende do trabalho para viver”, comenta ele, que mora no Bairro Caravággio.

Atuando pelas ruas e avenidas de Lages, vendendo picolés, José Jaime Padilha, de 48 anos, também sofre com o calorão. Morador do Pró-Morar, ele está na atividade há três anos e tem uma rotina de trabalho de cerca de 10 horas diárias.

“Está muito difícil, o calor está insuportável, mas a gente precisa encarar. Estou desempregado e ganho dinheiro vendendo picolés. Para refrescar, só com muita água e uma sobra de vez em quando”, revela.

O auxiliar de serviços gerais da Secretaria Municipal de Planejamento e Obras, João Maria Soares, de 59 anos, trabalha nas ruas de Lages realizando serviços de sinalização de trânsito. Ele sustenta que está muito complicado enfrentar o sol e o calor. “Está difícil, mas a gente tenta driblar o calor bebendo muita água e refrigerante”, conta.

Previsão do tempo

Para esta sexta-feira, a previsão é que as temperaturas continuem altas em Santa Catarina, porém, uma frente fria deve entrar no Estado ao longo do dia, provocando aumento de nuvens com previsão de chuva, segundo a Climaterra. As temperaturas deverão oscilar entre 18°C e 34°C na maior parte do Estado. Há risco de temporais (chuva, forte, granizo e ventania) em áreas localizadas.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta