Conecte-se a nós

Essencial

Saúde ocular e o cuidado com as lentes de contato

Published

em

Foto: Divulgação

A boa alimentação e a prática de exercícios físicos, estão entre os hábitos saudáveis indicados para a saúde do corpo, mas o que muita gente não sabe é que esses hábitos também auxiliam na preservação da saúde ocular.

Em nossa região, a diabetes é uma das grandes causas de cegueira da população, muito em função de hábitos culturais, má alimentação e falta de atividade física. Além disso, em boa parte dos casos, o paciente só percebe a perda de visão quando o caso está avançado. A diabetes é a segunda maior causa de cegueira irreversível no Brasil, perdendo apenas para o glaucoma.

Por esse motivo, a importância do exame com médico especialista em oftalmologista, que pode identificar essa e outras doenças. Vice-presidente da Associação Catarinense de Oftalmologia (SCO), Dr. Luiz Alberto Zago Filho enfatiza o alerta do colega, Dr. João Artur Etz Junior, presidente da associação.

Dr. Luiz Alberto Zago Filho. Foto: Agnes Samantha

“É necessária consulta de rotina ao menos uma vez ao ano, com médico especializado, evitando graves sequelas, principalmente nas pessoas de maior risco como diabéticos, hipertensos e idosos,” diz Luiz Alberto Zago. “Boa parte dos pacientes procura o oftalmologista quando já perderam a visão de um dos olhos.” As consultas propiciam que o profissional as identifique precocemente. “Doenças vasculares e até algumas doenças cerebrais, por exemplo, podem ser observadas no fundo do olho.”

A prática de atividades físicas regulares mesmo no inverno e a alimentação rica em vegetais e vitaminas, ajudam a manter a saúde ocular. “O ideal é ter mínima ingestão de açúcar e sal, consumir um prato bem colorido, com tomate, cenoura e verdes diversos,” indica ele.

 

Cuidado com as lentes de contato

Não consultar um médico oftalmologista e acabar adquirindo óculos errado, pode prejudicar o paciente, por forçá-lo a um esforço visual maior do que é necessário. Dores de cabeça, desconforto, olhos vermelhos e cansaço precoce podem ser os sintomas.

A situação é ainda pior, caso a pessoa opte por utilizar uma lente de contato sem indicação médica adequada e sem exame clínico prévio. Pessoas com risco de infecções, olhos secos, ou com astigmatismo muito elevado, tem indicações limitadas, muitas vezes podendo ter contraindicação até às lentes de contato gelatinosas.

A lente precisa de uma adaptação adequada na córnea, para evitar atritos desnecessários e erosões, já que o uso incorreto da lente de contato, também pode cegar. O uso inadequado associado à falta de higiene das mãos, limpeza do estojo de armazenamento, produtos de conservação errados, não descarte das lentes no tempo certo após uso podem aumentar o risco de infecção através de bactérias.

“A lente é um corpo estranho, uma prótese, por isso precisa de cuidados. Nem todo mundo pode usar as lentes de contato, em muitos casos a indicação é apenas o uso de óculos, ou se necessário de uma cirurgia,” finaliza ele.

 

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta