Geral

São mais 66 leitos no Tereza Ramos a partir de agosto

Published

em

Em sua passagem por Lages, o governador visitou obras financiadas pelo Governo do Estado, anunciou investimentos para a região e formalizou a data para abertura da nova ala do Hospital Tereza Ramos - Foto: Jordana Boscato

A tão esperada data para abertura da nova ala do Hospital Tereza Ramos, em Lages, foi finalmente anunciada pelo Governo do Estado. Quinta-feira (20), em visita a Lages, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) afirmou que 46 leitos de internação e mais 20 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da nova ala estarão em funcionamento a partir de 14 de agosto.

Vale ressaltar que o anúncio se atém apenas a uma parte da nova estrutura física. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o Governo do Estado montará um cronograma para ativação do restante da ala, porém, ainda não há uma previsão para que este cronograma seja apresentado.

A estrutura completa contará com 28 leitos de UTI, 128 leitos de internação, 10 salas de cirurgia, 3 mil metros quadrados de salas para diagnósticos, heliponto e nove elevadores. Também deve contar com salas especiais com equipamentos de Raio-x, tomografia, ressonância, ultrassom, mamografia, hemodinâmica e sala contraste. Segundo o Estado, 95,4% da obra está concluída.

A agenda do governador em Lages incluiu uma visita às obras do Mercado Público e à Praça João Costa pela manhã e, à tarde, assinatura de convênio e anúncio de investimentos, além de uma coletiva de imprensa, ambos no auditório do Órion Parque. A passagem pela Serra se encerrou com uma visita à nova ala do Hospital Tereza Ramos, acompanhado de sua equipe e da imprensa.

“Estamos acompanhando par e passo essa obra. Hoje há um procedimento de investigação em relação a essa obra pra que a gente possa clarear todas as dúvidas e entregar ao povo da Serra Catarinense um equipamento de qualidade e que venha a atender as demandas de saúde desta região”, avaliou Carlos Moisés.

Durante a coletiva, o governador também falou sobre a reposição do tomógrafo da nova ala que, no fim do ano passado, foi levado para o Hospital Regional de São José, no litoral. Segundo ele, o processo para aquisição do novo tomógrafo, que será mais moderno, já está em andamento.

“A licitação está em curso e será adquirido até a gente ativar no segundo semestre, como foi anunciado aqui, a nova ala. Na verdade, Lages vai ganhar um tomógrafo com garantia, que o outro já havia perdido, e muito mais moderno e atual do que aquele que, se hoje estivesse aqui, estaria sendo subutilizado”.

Ativação será gradual

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, a abertura da nova ala será gradual. Os leitos que serão abertos em agosto integram um compromisso assumido pela pasta no ano passado, de que a nova ala seria ativada no segundo semestre de 2020.

“Neste primeiro momento é este quantitativo que vai ser ativado e operacionalizado e, a partir daí, nós temos um cronograma de ativação do bloco, pra que a gente possa vencer etapas.”

Zeferino ressaltou que, para ser integralmente ativada, a nova ala precisará de algo em torno de 800 a 900 funcionários. “Nós temos um desafio, que é tornar essa estrutura aqui funcionante e que nós não tenhamos nenhum espaço aqui que seja subutilizado”, afirma.

O secretário também falou sobre a auditoria das obras, que está sendo realizada desde o ano passado. Segundo ele, técnicos já fizeram o mapeamento de toda a estrutura física e agora está sendo executada uma análise documental, para confrontar se os materiais utilizados na obra estão de acordo com o que foi contratado.

Como a empresa que está realizando a auditoria pediu um aditivo de prazo para conclusão das análises, ainda não há uma data prevista para que o resultado seja apresentado à população.

Nova ala desafoga outros hospitais

A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania) acompanhou o governador Carlos Moisés em sua passagem por Lages. Durante a visita a nova ala do Tereza Ramos, a parlamentar reafirmou a importância dos novos leitos para a população serrana e ressaltou que isso será fundamental para oferecer mais assistência aos pacientes atendidos na emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Lages.

“A gente, mantendo os 10 leitos [de UTI] na ala atual [do Tereza Ramos] e os 10 que temos no Nossa Senhora dos Prazeres, mais esses 20 leitos, vamos desafogar a emergência do Nossa Senhora e a UPA de Lages, e a gente poderá, então, ampliar inclusive as cirurgias de alta complexidade como a cirurgia cardíaca, que ficam aguardando porque não temos leitos de UTI pra internar os pacientes. É uma cirurgia que precisa ser programada e precisa ter a retaguarda do leito de UTI”, completa.

Moisés libera recursos para obras e para empresas

Em meio a protestos de servidores estaduais da saúde e da segurança pública, o governador Carlos Moisés da Silva passou por Lages pela segunda vez desde o início do seu mandato, em janeiro de 2019. Demonstrou que, apesar de não estar frequentemente presente por aqui, tem conhecimento dos acontecimentos da região e anunciou investimentos para a Serra Catarinense.

Durante a solenidade no Órion Parque, o governador anunciou o repasse de R$ 2,4 milhões para continuidade das obras de revitalização e modernização do Centro de Lages e fez a assinatura do termo de compromisso para a aquisição de três kits de transposição de obstáculo, provenientes das estruturas auxiliares utilizadas no trabalho de restauração da Ponte Hercílio Luz.

Os kits serão utilizados na restauração de pontes localizadas nas ruas Crispim Mira e Frei Henrique de Coimbra, no Bairro Guarujá, e na rua Manoel Lino de Jesus, no Santo Antônio.

Também foi formalizado o repasse de R$ 40 mil como patrocínio para a 7ª Vindima de Altitude, que acontece em março, no município de São Joaquim. Outra formalização anunciada durante a solenidade foi uma parceria com a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) para a criação de um Fundo de Aval, uma espécie de fomento do setor de tecnologia no estado.

Por meio do recursos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) serão destinados R$ 50 milhões para financiamento de startups da região, já instaladas e com projetos novos.

Esta parceria com a Acate integra o Programa Promove Sul do BRDE, lançado na quarta-feira (19), em Florianópolis. O programa destinará R$ 300 milhões para projetos e setores relevantes para a geração de emprego no estado.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com