Notícias

Professores municipais manifestam contra propostas do Governo Federal

Published

em

Foto: Marcela Ramos

As manifestações que acontecem em todo o Brasil também foram programadas para Lages. Na manhã desta quarta-feira (15) o Sindicato dos Profissionais em Educação Municipais de Lages (Simproel) ocupou a Praça Vidal Ramos Senior, no Centro, para criticar a reforma da previdência e os cortes de verbas na educação, propostos pelo Governo Federal.

A presidente do Simproel, Elaine Moraes, explica que o objetivo da paralisação é manifestar a indignação da categoria. “A vida do brasileiro vai sofrer muitos impactos e esses impactos, não ferem apenas a educação, mas todo o país. O aumento da desigualdade social será muito intensa”, acredita. Segundo ela, não é a educação a responsável pela crise do país, mas sim, a corrupção. “Não podemos aceitar o ataque contra a educação”, conclui.

Com bandeiras, placas, cartazes e uma caixa de som e microfone, os professores lotaram a Praça, o trânsito ficou interrompido durante a manifestação. “Estamos nos manifestando, pois o governo precisa se conscientizar, precisamos de qualidade na educação, lutamos pelos nossos direitos, e eles não podem nos tirar isso”, comenta a  professora Leila Aparecida Moreira Floriani.

Após o anúncio, do Governo Federal, na semana passada que pretende a redução de 30% no repasse de verbas para universidades e institutos federais, professores e estudantes de todo país organizaram  paralisações. À tarde, às 15h, no Calçadão Túlio Fiúza de Carvalho acontece a manifestação geral, com participação de alunos e professores do Instituto Federal de Educação (IFSC), campus Lages, e do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV/Udesc), Simproel e outras entidades.

Anúncio
1 Comentário

1 Comentário

  1. Aécio

    15/05/2019 at 13:30

    Não é 30% CLMais…se informem, notícia com informação errada!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: