Notícias

Postos de Lages já aplicam aumento na gasolina

Published

em

Foto: Patrícia Vieira

Alguns postos de combustíveis de Lages já aplicaram o aumento médio de R$ 0,07 por litro da gasolina, anunciado pela Petrobras na última terça-feira (30), com isso, o consumidor precisa buscar alternativas para continuar abastecendo, mas, também para economizar.

Renato Marcelo Bianchini Carneiro, que trabalha com chapeação e pintura, adotou a motocicleta como principal meio de transporte. “Há pelo seis meses que passei a usar a moto no dia a dia devido ao alto valor do litro da gasolina,” afirma.

Antes do anúncio, um levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), até o último sábado (27), indicava que o preço da gasolina comum nas bombas, em Lages, variava de R$ 4,29 a R$4,46. Em Lages, até a manhã de sexta-feira, o litro da gasolina era comercializado entre R$ 4,34  e R$ R$ 4,49, dependendo da bandeira e da localização do posto.

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina, no dia 30 de abril, a Petrobras informou reajuste médio de R$ 0,07 no litro da gasolina nas refinarias, sendo um aumento de 3,5% ante o preço médio negociado de R$ 1,975 por litro.

O Sindipetro explica que os postos são livres para aplicar ou não o reajuste, e na porcentagem que desejarem. Por exemplo, em alguns postos, o aumento aplicado foi em média de três centavos por litro. Ainda conforme o sindicato, só este ano a gasolina teve aumento de 35,54 %.

Para o consumidor

O preço final ao consumidor atende às leis de mercado e não depende da Petrobras. Com isso, pode ficar acima ou abaixo do aumento nas refinarias. Já para o valor pago nas bombas, incidem tributos estaduais e municipais, além do valor da mão de obra, custos de operação e margem de lucro de cada distribuidora e de cada posto. A gasolina vendida pela Petrobras representa 32% do preço final do combustível.

A companhia informa que tanto a gasolina quanto o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. “Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis”, explica estatal.

Política

A política nacional para o reajuste dos combustíveis, adotada pela Petrobras tem como base o preço internacional do barril de petróleo. Quando o valor aumenta no mercado, na mesma hora a Petrobras reajusta na refinaria.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Postos de Lages já aplicam aumento na gasolina – Correio Lageano – Digitado

Deixe uma resposta