Geral

Para amenizar prejuízo, comércio abre neste feriado

Published

em

Vendedora da Loja Honolulu, no Centro de Lages, atende cliente do estabelecimento Foto: Adecir Morais

O período de isolamento social, para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus, causou um forte impacto nas atividades econômicas, afetando praticamente todos os setores.

O comércio, que foi obrigado a fechar, sofreu um forte baque, colocando em xeque milhares de negócios e empregos. As atividades deste setor, porém, estão sendo retomadas aos poucos. 

Nesta terça-feira (21), feriado de Tiradentes, o comércio de Lages terá uma boa chance de recuperar parte dos prejuízos. As lojas ficarão abertas das 8 às 18 horas.

O funcionamento dos estabelecimentos comerciais foi autorizado pela prefeitura do município, via Decreto 17.974, editado pelo prefeito Antonio Ceron. A abertura das lojas é facultativa.

As lojas que abrirem deverão seguir rigorosamente as regras contidas nas normativas emitidas pelo Estado de Santa Catarina e pelo Município de Lages.

Dentre as medidas, é obrigatório o uso de máscara para ingresso e permanência nos estabelecimentos. Além disso, os locais devem disponibilizar álcool em gel na entrada e saída dos usuários. Quem descumprir as regras poderá ser punido.

O diretor executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Lages, Jonathan Roberto da Silva, informou que a abertura das lojas não é obrigatória.

Entretanto, destacou que uma pesquisa apontou que a “maioria dos estabelecimentos vai abrir”. Para ele, o funcionamento dos estabelecimentos neste feriado é uma forma de as lojas recuperarem os prejuízos causados pela quarentena.

“Tivemos uma semana de atividades após a paralisação, mas o movimento foi fraco. A abertura do comércio neste feriado vai servir para recuperar parte dos prejuízos. O setor público não vai funcionar, então a gente acredita que essas pessoas podem aproveitar o dia de folga para comprar no comércio”, declarou.

De acordo com Jonathan, a proposta de abertura do comércio, além da força do decreto municipal, foi construída pelos Sindicatos patronal e laboral.

As horas trabalhadas pelos colaboradores serão compensadas dos dias em que eles tiveram que ficar em casa por causa da medidas de isolamento. “Vai ser bom tanto para as lojas quanto para os colaboradores e os próprios consumidores”, concluiu.

Para o empresário Célio Bueno, proprietário da Loja Honolulu, o funcionamento do comércio neste feriado será uma forma de recuperar parte dos prejuízos causados pela paralisação devido ao novo coronavírus. “A nossa loja vai abrir, a ideia é amenizar um pouco as perdas”, declarou.

Ao comentar sobre os impactos da pandemia nas atividades econômicas, o empresário fez questão de ressaltar que a saída da crise deve acontecer de maneira conjunta e equilibrada, entre saúde e economia.

“No nosso caso, fazemos reuniões periodicamente, estamos sempre trocando ideias sobre o trabalho e escutando as pessoas, pois todos nós estamos no mesmo barco”, disse.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com