Essencial

Os benefícios em se programar as férias escolares

Published

em

Foto: Divulgação

Duas vezes ao ano, as crianças têm a possibilidade de um período de afastamento das suas rotinas escolares. Os programas de férias são uma ótima oportunidade para que tenham novos estímulos para desenvolver a criatividade, realizando outras atividades tão importantes quanto às de sala de aula.

Apesar de a escola ser um período prazeroso, no qual as crianças têm a oportunidade de aprender e se relacionar com seus pares, exige uma rotina específica, estimula a disciplina e o cumprimento de horários e estudos para que o desenvolvimento possa ocorrer.

E é por esse motivo que as férias são importantes: elas representam um período em que a criança pode se desconectar dos compromissos, descansar e vivenciar novas experiências também necessárias à formação humana. É um período importante até para que as crianças sintam falta da escola e imaginem o próximo ano com boas expectativas.

Por essas razões, se houver um bom planejamento, o período de férias tem muita chance de garantir o descanso e o relaxamento físico e emocional que as crianças precisam.

Revigoramento da saúde emocional

Dependendo da criança e da sua rotina, o período escolar pode causar esgotamento emocional. Isso acontece com os adultos também, por mais agradável que seja seu trabalho, todos precisam de um período de afastamento para renovar as energias.

Segundo o psicólogo do Hospital Albert Einstein, Tiago Amaro Machado, os benefícios das férias auxiliam no organismo como um relaxamento, melhorando o sono, o apetite, proporcionando mais ânimo e disposição.

Além disso, as chances de a criança voltar para a escola mais engajada e produtiva é maior e melhor do que se ela não tiver vivenciado esse período de férias. Nesse sentido, as férias são ideais para recarregar as energias, sem aquela obrigação de fazer as tarefas e comparecer às aulas. Essa pausa pode ajudar o cérebro a se reorganizar e a resolver conflitos emocionais.

Estando mais relaxadas e dispostas com as férias, as crianças têm mais oportunidades de soltar a imaginação e desenvolver a criatividade, explorando novas atividades e ambientes. Além de novas brincadeiras e viagens que são possíveis nesta época, existem ainda os cursos específicos para esses períodos (como robótica, programação de games e criação de conteúdo para YouTube, por exemplo). Nesses cursos, as crianças têm a oportunidade de se dedicar a desenvolver sua mente fazendo algo novo.

Autoconhecimento

Alguns programas de férias oferecem atividades que as crianças costumam ter pouco ou nenhum contato, dessa forma, têm a oportunidade de vivenciar novas experiências favorecendo o autoconhecimento, podendo despertar interesses que podem influenciar suas vidas.

Por exemplo, se as férias forem no campo, quem tem pouco convívio com a natureza terá uma ótima oportunidade de fazer um contato mais próximo com o meio ambiente e, quem sabe, se interessar mais por esse assunto?

Vale ressaltar que, diante de uma rotina e de um ambiente diferentes, as crianças são retiradas da zona de conforto e podem aprender a gerenciar melhor seus limites, medos e inseguranças, desenvolvendo suas habilidades.

Os novos desafios que enfrentam as fazem refletir sobre suas capacidades de enfrentar algumas situações, que antes sequer imaginavam existir. Isso pode gerar mais confiança, que posteriormente será estendida para outros contextos de suas vidas.

Interatividade com a família

Durante o período letivo, os familiares costumam ter maior dificuldade para acompanhar a vida das crianças. No entanto, isso pode ser mudado durante as férias, principalmente se todos conseguirem combinar as folgas de trabalho e as escolares. Por isso, tente organizar suas férias junto com a dos seus filhos com antecedência, para que seu trabalho não seja prejudicado e seus filhos possam desfrutar mais da sua presença.

O período de descanso é importantíssimo para aumentar a interatividade entre todos. As famílias conseguem acompanhar as crianças em diversas atividades — o que, além de fazer com que todos se divirtam, fortalece as relações afetivas.

Estímulo à criatividade

As férias são excelentes para o estímulo da criatividade. Independentemente dos recursos financeiros da família, viajar ou passear pela própria cidade poderá ser um prato cheio para a imaginação. Essa experiência de explorar um ambiente é um gatilho para que todos aprendam algo diferente, conversem sobre novos assuntos e compartilhem as opiniões.

Se estiverem numa cidade nova, explorem os museus, conversem com as pessoas que moram no lugar, perguntem sobre seus costumes e estimulem as crianças a fazerem novas amizades. Já se estiverem na mesma cidade, busque conhecer lugares que nunca foram passear, por ruas nunca antes passeada, estimule o seu olhar e o olhar dos seus filhos para o novo.

Fonte: Escola da Inteligência

5 dicas para organizar a rotina dos filhos

As férias mudam a rotina. Dos filhos – que estão de folga da escola e cheios de energia para gastar – e dos pais, que têm de adaptar o dia a dia da casa e da família e proporcionar conforto e diversão para os pequenos.

Desta forma, organizar uma nova rotina, para as férias, pode ser uma solução. Claro que esta é mais flexível que a escolar, mas, para ajudar, selecionamos algumas dicas do que fazer (ou não fazer) nas férias com as crianças. Confira:

O sono merece atenção

Neste período, as crianças podem querer ficar acordadas até mais tarde e dormir um pouco mais e, como estão de férias, é possível negociar estes horários. Mas é importante que o sono também tenha regras (limite de horário e de tempo dormindo), para que a volta às aulas não seja uma dor de cabeça.

A alimentação também

Os horários das refeições não devem sofrer alterações nas férias, pois é necessário que a criança se alimente de três em três horas. O cardápio pode variar um pouco, mas é bom não abusar das besteiras, inclusive por uma questão de saúde.

Atividades físicas são bem-vindas

Estimule os pequenos a se exercitarem. Seja uma caminhada ou algum esporte como futebol, vôlei, etc. Brincadeiras que envolvem corrida, como pega-pega, caça ao tesouro etc. podem ajudar. Computadores, celulares e videogames? Sim, mas só um pouco

Nas férias, o tempo que as crianças passam com seus smartphones tende a aumentar e pode até ser uma aliada na diversão. Mas é preciso regular este tempo, para que eles não fiquem o dia todo conectados e se dediquem a outras atividades, como brincar ao ar livre, por exemplo.

E a própria tecnologia pode ajudar: o AppGuardian (http://bit.ly/appguardian2) – aplicativo de controle parental – permite que os pais organizem e monitorem da melhor forma o tempo que os filhos permanecem conectados – seja em celulares ou tablets.

Indicado para crianças de 5 a 14 anos, a tecnologia ajuda a administrar o tempo nas redes sociais, verificar a localização dos filhos em tempo real, configurar bloqueio de acesso aos aplicativos instalados, checar quanto tempo as crianças ficaram conectadas e quais os aplicativos mais usados, organizar a rotina de uso dos aparelhos por dia e hora e até travar todas as funcionalidades dos dispositivos móveis.

Brincar com os amigos e com os pais

Receber os amigos dos seus filhos em casa para brincar pode ser uma boa atividade. Além disso, você pode negociar um “rodízio de pais”, assim, um dia você recebe a turma toda e, no outro (quando seu filho for visitar um amigo), pode ter uma folga também.

Além dos amigos, os filhos querem brincar com os pais! Então reserve um tempo para brincar com eles. Ensine brincadeiras da sua época, conheça as deles. É uma ótima oportunidade para estreitar os laços e criar boas memórias.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com