Coronavírus

Movimento nos supermercados volta ao normal

Published

em

Os supermercadistas afirmam que o abastecimento de alimento está normal

Após um dia de agitação nos supermercados de Lages na última quarta-feira, a manhã desta quinta-feira (19) teve movimento normal. A situação era tranquila, contrastando com o movimento registrado 24 horas antes, quando as pessoas lotaram os mercados por causa do receio de faltar alimentos, devido à crise do novo coronavírus.

O vice-presidente da Associação Catarinense de Supermercados (Acats) e diretor do Supermercado Martendal, Jackson Martendal, afirmou que o movimento de consumidores nos estabelecimentos na quarta-feira foi atípico. A situação, segundo ele, voltou ao normal na manhã de ontem. Ele garantiu que não há risco de desabastecimento, e toda a cadeia de fornecimento continua normal.

Martendal assegurou que, apesar do aumento da procura pelas mercadorias, a situação está normal nos supermercados. “Estamos com todos os estoques normais, tanto na parte de panificadora, indústria, açougue, cereais, higiene dentre outros. O abastecimento está em dia e não há risco de faltar alimento nas prateleiras dos supermercados”, frisou o empresário.

Para evitar aglomerações, Jackson disse que o Supermercado Martendal está limitando o número de pessoas dentro do estabelecimento. Para tal, o rígido controle está sendo aplicado na entrada da loja. A medida atende a um pedido da Polícia Militar.

O gerente do Supermercado Myatã, da loja ao lado do Terminal Urbano, Antônio Valderi Moreira reafirmou que movimento voltou ao normal, depois da grande procura por mercadorias na quarta feira. Ele pede para os consumidores evitarem aglomerações, uma vez que o abastecimento segue normal.

“Houve um grande aumento das vendas na quarta, mas o movimento nesta quinta-feira está calmo, a vida voltou ao normal para nós. Os fornecedores estão entregando as mercadorias em dia e não há nenhum risco de faltar alimento. Nossa loja está preparada para atender o cliente”.

Em nota emitida no site da entidade, a Acats alertou sobre a medidas a serem adotadas pelos supermercados de Santa Catarina como forma de evitar a propagação do coronavírus. Neste mesmo comunicado, a entidade observa que, nos último dias, “verificou-se um aumento da frequência de consumidores em alguns estabelecimentos. Portanto, é essencial que cada empresa planeje com os seus fornecedores o correto abastecimento das lojas, visando o atendimento à demanda e se mantenha equilíbrio de preços nos pontos de vendas”.

São Joaquim

Na manhã desta quinta-feira (19), a Prefeitura de São Joaquim decretou uma medida que restringe o acesso e limita a entrada de pessoas em estabelecimentos de medicamentos e gêneros alimentícios, como mercados, farmácias e mercearias. A Ideia é limitar o aglomero de pessoas, sendo que o decreto limita a entrada de 4 pessoas por caixa de funcionamento.

O decreto visa as recomendações de prevenção da coronavírus, tendo em vista as políticas públicas de saúde. A ênfase é diminuir a lotação de pessoas em ambientes fechados e organizar as filas de atendimento no lado externo dos estabelecimentos.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com