Economia e Negócios

Mercado da construção civil está otimista

Published

em

Foto: Adecir Morais

O setor de construção civil vive um bom momento neste início de 2020 e promete ter um ano de expansão e crescimento. Isso porque a Caixa Econômica Federal baixou os juros para financiamento imobiliário, conforme medida anunciada pelo Governo Federal. Com isso, as empresas do setor podem contrair empréstimos com juros mais baixos para investimentos habitacionais.

De acordo com as medidas anunciadas, na modalidade tradicional, atrelada Taxa Referencial (TR), a taxa mínima cobrada de clientes da Caixa caiu de 9,25% ao ano para 6,5%, uma queda de 27,78%. Já o percentual máximo, para quem não tem relacionamento com a Caixa, baixou de TR = 13,25% para TR + 11,75% ao ano, uma redução de 27,78%.

Em Lages, o clima é de otimismo. De acordo com o empresário do setor de construção civil, Marco Ambrosio, da Construtora & Ambrosio Melo, o setor já sentiu os efeitos da queda de juros para financiamentos habitacionais. “Já percebemos a diferença, estamos bem aqui na construtora”, enfatizou Marco, destacando que a tendência é de que o setor continue crescendo.

Marco disse que as mudanças estão fazendo com que as pessoas que têm dinheiro aplicado nos bancos, retirem os valores para investir na aquisição de imóveis. “O imóvel na planta tem um aumento médio de cerca de 50% até o término da obra. Jamais os juros vão acompanhar esse crescimento”, disse Marco, que também atua na venda de material de construção, um segmento que também teve um incremento nas vendas neste início de ano.

O empresário Willy Brun, da Construtora WJ Brun, também ressalta que as medidas anunciadas pelo governo estão impulsionando a construção civil. Segundo ele, a redução das taxas de juros para a obtenção de empréstimos está refletindo diretamente no setor, incentivando não apenas a construção civil, mas também aumentando a geração de empregos. Além disso, Willy disse que muita gente está preferindo investir em imóvel a deixar o dinheiro aplicado no banco.

“Houve uma relativa melhora no setor, ao passo que já começaram a ter novas pesquisas para que as pessoas possam pegar seus financiamentos para comprar imóveis. A queda de juros para financiamentos imobiliários incentiva a construção civil e, consequentemente, a volta do emprego”, declara.

O presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Lages, Fabiano Ventura, também disse que o setor está otimista. “A redução de juros e facilidade de financiamentos combinados aquecem e incentivam as pessoas a construírem ou contratarem construtora ou até comprar um imóvel”, comenta.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com