Negócios

Mais de 2 milhões de pessoas não sacaram o abono salarial

Published

em

Dinheiro deve ser sacado até o dia 28 de junho - Foto: Susana Küster

Até o dia 28 de junho, cerca de 2,3 milhões de trabalhadores brasileiros precisam ir até uma agência da Caixa Econômica Federal para sacar seu abono salarial, referente a 2017. De acordo com dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o valor que ainda não sacado soma R$ 1,53 bilhão. Os trabalhadores que não retiraram o benefício equivalem a 9,49% do total. Em Santa Catarina, 19.109 pessoas têm R$ 12,4 milhões para receber.

A maior parte dos benefícios não sacados está na Região Nordeste, onde 642.074 trabalhadores ainda não retiraram o abono. Porém, o estado com o maior volume de dinheiro não sacado é o Rio Grande do Sul, com 584,1 mil benefícios não retirados.

O valor a sacar, muda de acordo com o tempo trabalhado formalmente no ano-base. Quem trabalhou por 30 dias, em 2017, pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84. A quantia sobe até atingir um salário mínimo (R$ 998), para quem trabalhou durante todo o ano.

O trabalhador que não fizer o saque até dia 28 de junho, fica sem o dinheiro, que vai para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). Porém, já houve casos de trabalhadores que conseguiram na Justiça o direito de receber o dinheiro após o fim do prazo.

Quem tem direito ao benefício

  • Quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano anterior
  • Ganhou, no máximo, dois salários mínimos, em média, por mês
  • Está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos
  • É preciso, ainda, que a empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente ao governo

Como saber se tem direito ao abono

  • PIS (trabalhador de empresa privada)
  • No Aplicativo Caixa Trabalhador ou no site da caixa (www.caixa.gov.br/PIS), clique em “Consultar pagamento”
  • Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207
  • Pelo telefone 158 da central de atendimento do Ministério do Trabalho e nos postos da Superintendência Regional do Trabalho, antiga DRT Pasep (servidor público)
  • Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos)
  • Pelo telefone 158 da central de atendimento do Ministério do Trabalho e nos postos da Superintendência Regional do Trabalho, antiga DRT
clique para comentar

Deixe uma resposta