Economia e Negócios

Leilões de gado online movimenta mais de R$ 2,6 milhões 

Published

em

Vendas virtuais de animais têm atingido compradores de SC, do Paraná e do Rio Grande do Sul  Foto: Paulo Chagas/Divulgação

No dia 8 de maio, o Governo do Estado liberou as atividades realizadas em feiras e leilões de gado em Santa Catarina.

A medida autoriza a presença de produtores e compradores nos eventos, desde que cumpram as recomendações para diminuir os riscos de contaminação com o coronavírus (Covid-19).

Desde 10 de abril, às feiras e leilões estavam sendo realizados de forma virtual, com visitação agendada aos lotes de animais e sem presença de público.

Porém, mesmo com a liberação do Governo, o Sindicato Rural de Lages permanecerá com o sistema online para realizar os leilões. 

Segundo o presidente do Sindicato Rural, Márcio Pamplona, o motivo de tal decisão, é evitar aglomeração e preservar a saúde dos compradores, vendedores e colaboradores.

“A grande maioria nem quer se deslocar para vir até o leilão e correr esse risco”, diz Márcio. 

Além disso, o pavilhão José Arruda Ramos, no Parque Conta Dinheiro, onde é realizado os leilões, têm capacidade para 300 pessoas, mas pelo método online, a abrangência se torna cada vez maior, sendo assim, a quantidade de público e principalmente compradores aumentou.

Conforme o presidente do sindicato, mais de 6.000 pessoas acompanham ao mesmo tempo o leilão. “Estamos vendendo para clientes que não vinham aqui e atingindo mais compradores.” 

As transmissões virtuais tem atingido compradores de todo o Estado e até do Paraná e do Rio Grande do Sul. “Portanto, como começamos desta forma, vamos manter o formato virtual, através das transmissões pelos canais do Lance Rural e da Camargo Agronegócios, sem público.”

Mas para proporcionar uma boa visibilidade do animal ao consumidor, foi preciso instalar câmeras em diversos ângulos.

Antes do leilão entrar ao vivo, os lotes de gado são filmados e divulgados nas redes sociais. Além das imagens, também é  informado as especificações dos animais, como raça e peso.

“Os leilões acontecem aqui no Parque de Exposições. O sistema de filmagem está tudo instalado, da mesma forma a equipe de venda”.

Em três leilões realizados pelo Sindicato Rural de Lages, ao todo, foram comercializados 1,6 mil animais e que tiveram um faturamento de R$ 2,6 milhões.

Nesse valor final, já está somado o resultado de R$ 442 mil da Feira de Gado Geral realizada na tarde desta segunda-feira (11), no Parque Conta Dinheiro, com os animais em pista. 

Para Márcio, as vendas de animais por canais virtuais tiveram um resultado além do esperado. Nos três remates organizados pelo Sindicato e pela empresa leiloeira Camargo Agronegócios, a experiência, embora passando por alguns atropelos, é considerada um sucesso.

“Daqui para frente esta nova modalidade tecnológica passa a fazer parte de todas as feiras de negócios futuros, mesmo com público presente”, conclui. 

Em todas as agendas de 2020, de abrangência do Sindicato Rural de Lages, serão mantidas as transmissões virtuais, sem presença de público, especialmente nos leilões de Capão Alto (23/05), Painel (25/05) e também na realização de mais uma Feira de Gado Geral prevista para o início do mês de junho em Lages. Para acompanhar a transmissão ao vivo, basta entrar no youtube e digitar “Camargo Agronegócio”. 

Medidas protetivas para  leilões presenciais 

A nova portaria do Governo do Estado atende demanda da Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (Faesc) e revoga a de abril (242) que regulamenta as feiras e os leilões virtuais.

O documento mantém a preferência para a transmissão online, porém na impossibilidade deste formato, permite a modalidade presencial, respeitando a ocupação máxima de 30% do total do recinto e permitindo a participação apenas de pessoas previamente cadastradas e convidadas pela empresa leiloeira.

A nova portaria (288) mantém as exigências de uso obrigatório de máscaras por todos os envolvidos nos leilões e nas feiras e o distanciamento mínimo de um metro e meio.

A visitação dos animais nos recintos de leilões também deverá ter agendamento prévio por lote, com controle de acessos para evitar aglomerações, além da disponibilização de álcool em gel 70% em locais estratégicos para higienização.

Os estabelecimentos devem, ainda, fixar cartazes informativos com orientações sobre higiene das mãos, etiqueta respiratória e normas de precauções.

O documento também determina que, no horário programado para recebimento ou carregamento dos bovinos, só será permitida a presença do motorista do caminhão e de um proprietário ou responsável pelos animais.

Os trabalhadores devem ser orientados a intensificar a higienização das mãos. No caso de locais fechados, os organizadores também devem manter todas as áreas ventiladas e desinfetar com álcool 70% maçanetas, mesas, corrimões, interruptores, banheiros e lavatórios.

Presença do público é importante

De acordo com o vice-presidente de finanças da Faesc, Antônio Marcos Pagani de Souza, que coordena o programa de pecuária de corte, a presença dos compradores nos recintos é importante para os que preferem comercializar de forma presencial.

O dirigente destaca que a medida deve atrair mais compradores às feiras e, consequentemente, beneficiar os produtores.

“Quem puder realizar de forma virtual, vai continuar fazendo e quem prefere comprar apenas de forma presencial também vai poder participar, seguindo todas as regras determinadas pelos órgãos de saúde pública. Isso aumenta a possibilidade de venda”, ressalta Pagani.

O presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo, afirma que o setor da pecuária de corte soube inovar e se reinventar na crise. “A pandemia nos trouxe um formato novo para a realização dos nossos leilões, iniciativa que foi aprovada pelos produtores.

Já foram realizados mais de 10 leilões virtuais, atendendo todas as exigências sanitárias estabelecidas pela saúde pública. O Estado tem agora duas alternativas que beneficiam a comercialização e atendem aos produtores”, avalia Pedrozo.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com