Notícias

Governo busca recursos para retomar obras da SC-390

Published

em

Secretário Paulo França diz que o próximo governo poderá dar continuidade ao processo de financiamento da obra - Foto: Adecir Morais/ Divulgação

O Governo do Estado informa que está buscando alternativas para retomar as obras da SC-390, entre Anita Garibaldi e Celso Ramos. A construção está paralisada desde meados deste ano, uma situação que gerou, inclusive, protestos de moradores da região. O motivo é a falta de pagamento à empresa Planaterra, que venceu a licitação.

O secretário de Infraestrutura do estado, Paulo França informou que o orçamento para dar continuidade à obra foi incluído em operação do BNDES. Com isso, a ideia é garantir recursos para retomar os serviços, a partir da contratação do financiamento.

“Essa operação já foi enquadrada pelo banco e agora está tramitando na Secretaria do Tesouro, aguardando para ser aprovada. O próximo governo poderá dar sequência ao processo”, disse França, que na semana passada esteve na região para inaugurar a SC-114, entre Lages e Otacílio Costa.

Ele ressaltou que o calendário eleitoral, que geralmente acaba paralisando algumas ações do governo, atrapalhou o andamento do processo de financiamento da obra junto ao banco. “Não tivemos condições de concluir a contratação do financiamento, mas o próximo governo poderá dar continuidade ao processo”, disse.

Ele afirmou que a crise financeira, agravada pela greve dos caminhoneiros que impactou negativamente a economia do estado, foi a principal causa da paralisação das obras da rodovia. “Isso tudo acabou inviabilizando a obra, mas o governo foi em busca de alternativas para resolver a situação”, comentou.

Saiba como está a obra

Com 27 quilômetros, o trecho em obras é considerado de suma importância para o desenvolvimento da região de Anita Garibaldi. A pavimentação é um sonho antigo dos moradores. Além de ser o principal acesso para os moradores, a rodovia usada para o escoamento da produção agrícola, dentre outros produtos da agricultura.

As obras tiveram início em fevereiro de 2017 e preveem um investimento de R$ 38 milhões. Conforme o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), já foram executados 20,48% dos trabalhos com investimentos de R$ 4,9 milhões.

clique para comentar

Deixe uma resposta