Geral

Famílias enfrentam longas filas na Caixa, para receber auxílio emergencial

Published

em

Foto: Jordana Boscato

Desde o dia 27 de abril, qunado o Governo Federal liberou o auxílio emergencial para quem não tem conta ou acesso aos recursos digitais, um grande número de pessoas tem se aglomerado em frente às agências da Caixa Econômica Federal, na expectativa de retirar o recurso, mesmo contrariando as regras de distanciamento social impostas pelo combate à pandemia do coronavírus.

Em Lages, a situação não tem sido diferente e há dias as longas filas têm se formado nas agências do banco. Na manhã desta quinta-feira (30), na agência da Rua Presidente Nereu Ramos, no Centro da cidade, a fila seguiu pela Rua Frei Rogério, dobrando na Aristiliano Ramos, e quase alcançando a Rua Correio Pinto.

Ricardo Uliana, morador do Bairro São Francisco, estava na fila há quase duas horas, com sua filha Ketilyn e a esposa Irineia. Para eles, esse dinheiro é muito importante. “Cheguei às 10h30, provavelmente, até chegar na minha vez, terá passado das 13h. Esse dinheiro vai me ajudar muito. É um benefício para nós que temos uma família para sustentar.”  

A Caixa Econômica Federal começou a liberar no dia 27 deste mês o saque do auxílio emergencial, de forma escalonada, conforme o mês de nascimento do beneficiário.

O objetivo da liberação aos poucos é reduzir o número de pessoas nas agências e lotéricas e, assim, evitar aglomerações.

Os recursos creditados na poupança digital já podiam ser utilizados por meio do aplicativo Caixa Tem para pagamentos e transferências, entre outros serviços. Quem indicou conta bancária ou recebeu os R$ 600 em substituição ao Bolsa Família, não tem restrição para saque.

Atendimento até às 14 horas é por tempo indeterminado

Vale destacar que as agências bancárias seguem uma norma do Banco Central com novos horários de atendimento. Em dias de pagamento de aposentadorias, os idosos e portadores de doenças crônicas são atendidos das 9h às 10h, e o público em geral das 10h às 14h. Portanto, por período indeterminado, os bancos atenderão das 9h às 14h. E os caixas eletrônicos até as 22h.

As agências estão trabalhando com número reduzido de funcionários, rodízio e muitos em home office, por pertencerem a grupos de riscos.

 

Parte das filas pode ser evitada

“Muitas dessas filas poderiam ser evitadas com uso de tecnologia, como aplicativos dos bancos e caixas eletrônicos.” Essa é a avaliação da presidente do sindicato dos bancários de Lages, Eliane Pires Enckemaier, que também orienta as pessoas que precisarem dos serviços que usem os caixas eletrônicos em horários alternativos, como os fora de horário de pico, assim diminui a aglomeração e também o risco de contágio do novo coronavírus.

“O ideal é ficar o atendimento dentro das agências apenas para os serviços que não podem ser feitos por aplicativos ou caixa eletrônico”, orienta Eliane.

Outra alternativa, para os aposentados e pensionistas, é usar o cartão do benefício, como de débito, assim evitam-se as idas ao banco para saques.

Faltando meia hora para o fechamento da agência da Marechal Floriano a fila ainda era grande / Jordana Boscato

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com