Entretenimento

Eventos valorizam a preservação da memória e da identidade cultural

Published

em

As visitas guiadas fazem parte da programação dos eventos - Foto: Fabrício Furtado/FCL/Divulgação

De 10 a 17 de maio, a Fundação Cultural de Lages (FCL) promove dois eventos paralelos ligados à preservação da memória e identidade cultural. A Semana Nacional de Museus já é uma ação consolidada em todo o Brasil e é executada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) em parceria com prefeituras, secretarias e fundações de cultura e seus museus.

O tema deste ano é “Museus como Núcleos Culturais: O Futuro das Tradições”. A programação em Lages já foi definida pela FCL e equipe do Museu Histórico Thiago de Castro (MHTC). Segundo a gerente administrativa da FCL, Fernanda Santa Ana Oliveira, em Lages a ideia é oportunizar que historiadores, pesquisadores e voluntários dos museus tenham a oportunidade de falar sobre suas experiências e também realizar trocas de conhecimentos.

“A programação elaborada pela equipe do MHTC tem o objetivo de conhecermos sobre as nossas origens e ressaltar que os museus são ótimos locais para que a comunidade mais jovem possa preservar e perpetuar nossa rica história” comenta.

Teatro para contar a história de Lages

Entre os debates e painéis programados para a Semana de Museus, estudantes de escolas poderão acompanhar a visita guiada intitulada “Narrativas no Museu – Descobertas Históricas de Lages”, encenação que apresentará ao público personagens como Correia Pinto de Macedo, Basilissa Alves de Brito, Tio Banga (Pai João), Virgulino e o boneco Juquinha e muitas outras figuras reais que fazem parte da história da formação da comunidade lageana.

Segundo o auxiliar administrativo e um dos responsáveis pelas visitas guiadas no MHTC, Paulo Guasselli, a encenação irá contar outra parte da história lageana que poucos conhecem. “Quem já visitou o museu conhece esses personagens, porém, muitas pessoas ainda não ouviram sobre essas pessoas importantes e alguns capítulos surpreendentes da nossa cidade. Cada funcionário do museu fará um papel e acreditamos que será uma experiência única”, opina.

Oportunidade para conhecer sobre arquivos históricos

Durante o mesmo período, a 3ª Semana Nacional de Arquivos, coordenada pelo Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), órgão vinculado ao Arquivo Nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública, tem o objetivo de aproximar as instituições da sociedade, aumentar sua visibilidade e divulgar os valiosos trabalhos desenvolvidos. O tema deste ano é “Desenhando Arquivos”. O evento em Lages é executado pela FCL em parceria com a Prefeitura de Campo Belo do Sul, que realizou a segunda edição em 2018.

Recentemente, o Museu Histórico Thiago de Castro formalizou seu credenciamento junto à entidade. “Um importante passo para o MHTC em termos de gerenciamento administrativo”, diz Giba Ronconi, superintendente da FCL.

A programação da Semana Nacional de Arquivos em Lages mostrará a importância do trabalho de preservação arquivística em qualquer setor, mas, principalmente, divulgar para a comunidade que arquivos públicos também são propagadores de histórias das cidades.

Programação – 17ª Semana Nacional de Museus

10/5 – sexta-feira

14h – Abertura oficial – Teatro Municipal Marajoara

Museu Histórico Thiago de Castro

16h – Bate-papo cultural com o genealogista Sérgio Lamartine – “As etnias em Lages”

13/5 – segunda-feira

Auditório Mário Augusto de Sousa – Fundação Cultural de Lages

19h – O Futuro das Tradições – Gilberto Ronconi

19h30 – Vídeo “O que identifica o serrano?”

19h40 – Identidade Cultural – Professor Msc. Felipe Reis

20h30 – Arquivos, pesquisas e processos históricos e jornalismo – Juiz de direito Sílvio Orsatto e historiadora Suzane Faita.

14/5 – terça-feira

Museu Histórico Thiago de Castro

9h30 e 14h30 – Narrativas no Museu (Histórias de personagens reais que viraram folclore em Lages) – Intervenção teatral com a equipe MHTC.

15/05 – quarta-feira

Biblioteca Pública Carlos Dorval de Macedo:

9h30 e 14h30 – Conhecendo os monumentos – Izabel Ribeiro e Paulo Guasselli.

16/05 – quinta-feira

Memorial Nereu Ramos, Praça do CEU e MHTC:

9h30 e 14h30 – Animação curta-metragem “Amigos para Sempre”, documentário “O Chão da Minha Terra: A Vida de Nereu Ramos e documentário “Carta a Malinverni Filho”.

17/5 – sexta-feira:

“Contos sobre Lendas” com Ader Godoy

9h30 e 16h30 – Ponto de Leitura Rita de Cássia (Terminal urbano de Lages)

11h e 14h30 – Memorial Nereu Ramos

14h – Visita guiada ao acervo documental do MHTC – Estrutura burocrática da Província de Santa Catarina e Villa de Lages, XVIII e XIX – equipe MHTC e Professor Msc. Felipe Reis

3ª Semana Nacional de Arquivos

10/5 – sexta-feira

14h – Abertura oficial – Teatro Municipal Marajoara

Museu Histórico Thiago de Castro

16h – Bate-papo cultural com o genealogista Sérgio Lamartine – “As etnias em Lages”

13/5 – segunda-feira

Auditório Mário Augusto de Sousa – Fundação Cultural de Lages

19h – O Futuro das Tradições – Gilberto Ronconi;

19h30 – Vídeo “O que identifica o serrano?”;

19h40 – Identidade Cultural – Professor Msc. Felipe Reis

20h30 – Arquivos, pesquisas e processos históricos e jornalismo – Juiz de direito Sílvio Orsatto e historiadora Suzane Faita

14/05 –  terça-feira

Fundação Cultural de Lages

19h – Arquivos, a importância da pesquisa utilizando jornais impressos – Edite Moraes (IJPB)

20h – Arquivos históricos e a pesquisa em jornalismo e nas tradições e nativismo – João Carlos Matias, advogado e fotógrafo e Mário Arruda, pesquisador. Mediação, Fabrício Furtado

15/5 – Quarta-feira

Fundação Cultural de Lages

19h – Bate-papo rotinas documentais e arquivísticas nos poderes executivo e legislativo – Ayrton Xavier (Auditoria Geral do Município de Lages), Janes Todeschini (Câmara Lages) e Marilene Liz (Prefeitura de Lages) – mediação Fabrício Furtado;

20h – Arquivos, documentos da cultura popular – Professor Msc. Lenílson Maia.

16/5 – Quinta-feira

Fundação Cultural de Lages

19h – Arquivos, pesquisa iconográfica – Professora Msc. Íria Catanna Queiroz

20h – Arquivos, pesquisas e processos crime contra escravizados no século XIX – Professor Felipe Reis

17/5 – Sexta-feira

Museu Histórico Thiago de Castro

14h – Visita guiada ao acervo documental – Estrutura burocrática da Província de Santa Catarina e da Villa de Lages, séculos XVIII – XIX – Equipe MHTC e Professor Felipe Reis.

*As programações podem sofrer alteração

Fonte: Fundação Cultural de Lages

clique para comentar

Deixe uma resposta