Geral

Em Lages, pais fazem fila para vacinar os filhos

Published

em

Joaquim recebeu a última dose da vacina - Foto: Marcela Ramos

A vacina pentavalente, que garante a proteção contra cinco doenças, chegou, na tarde de quarta-feira (15), em Lages. Muitos pais chegaram antes das 7h, nesta quinta-feira (16), na Vigilância Epidemiológica. Antes das 9h30, as 100 senhas, que foram distribuídas por ordem de chegada, tinham acabado. Conforme as primeiras vão sendo liberadas, as senhas voltam a ser distribuídas.  

A moradora do Bairro Vila Nova saiu cedo para trazer o pequeno Joaquim, de cinco meses, para a última dose da vacina pentavalente. “Acordei cedinho para trazer ele, e faz mais de 30 minutos que estou aqui esperando. E essa vacina previne de várias doenças, ou seja, é importante”, comenta a mãe. 

Conforme a enfermeira e coordenadora de imunização, a enfermeira Juliana Barbosa Vieira, a vacina chega nesta quinta-feira (16) em 15 Unidades Básicas de Saúde.  “Todo mês vem doses, mas em poucas quantidades, o que não dá para atender a demanda”, comenta.  

A vacina pentavalente garante a proteção contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenzae tipo B, responsável por infecções no nariz, meninge e na garganta. Deve ser feita três doses, com dois, quatro e cinco meses. 

A vacina DTP também está disponível na Vigilância Epidemiológica, segundo Juliana, há cinco meses a vacina estava em falta em todo o Brasil. Diferente da Pentavalente, a DTP previne contra três doenças: difteria, tétano, coqueluche. É um reforço e/ou complementações em crianças a partir de um ano e três meses.

A Vacina Pentavalente pode causar reações? 

A vacina pentavalente pode provocar algumas reações, geralmente entre as primeiras 48 a 72 horas após a aplicação. Na maioria das vezes são reações leves, que passam rápido e não deixam sequelas.

As principais reações são febre, irritabilidade e dores locais.

Quais os cuidados devemos ter ao tomar a vacina pentavalente? 

Ao sentir febre média ou alta: é recomendado adiar a vacinação até a melhora dos sintomas para não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

Crianças com riscos de hemorragias (hemofilia, trombocitopenia, uso de anticoagulantes, outros distúrbios de coagulação): pode ser utilizado via subcutânea.

Quem não pode tomar a vacina pentavalente? 

Crianças com 7 anos ou mais.

Após reações em dose anterior, como moleza e palidez nas primeiras 48 horas, convulsões nas primeiras 72 horas, reações alérgicas nas primeiras duas horas e encefalopatia aguda nos primeiros sete dias após a vacinação. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com