Geral

Coleta seletiva, em Lages, está funcionando normalmente

Published

em

A equipe da Cooperlages coleta materiais em 57 bairros da cidade Foto: Toninho Vieira / PML / Divulgação

Após redução das atividades por conta das medidas de isolamento social, devido à pandemia do novo coronavírus, a coleta seletiva, em Lages, voltou ao normal.

De acordo com o diretor de resíduos sólidos do município, Milton Matias Filho (Miltinho), no primeiro mês de isolamento, para reduzir os riscos de disseminação do vírus, a Cooperlages atuou com uma equipe reduzida. Agora,  a equipe está completa, e o serviço na cidade segue normalmente.

“A coleta continua em todos os bairros, o que mudou foi o volume de colaboradores, considerando que alguns cooperados decidiram não trabalhar em função das medidas de prevenção ao coronavírus. Dos cinco caminhões que tínhamos fazendo a coleta, apenas três estavam rodando. Mas todos os veículos estão fazendo o serviço”, informa Miltinho. Segundo ele, no total, 57 bairros da cidade são atendidos pelos serviços.

Ele também explicou que houve mudança no cronograma da coleta, pois o serviço em alguns bairros estava deficitário, não conseguindo cumprir as três vezes na semana que deveria passar.

Agora, o caminhão passa no bairro apenas uma vez por semana. Já no Centro da cidade, o serviço funciona diariamente, exceto nos fins de semana. 

“Pesquisamos sobre a coleta seletiva realizada em outros municípios do mesmo porte de Lages e descobrimos que os serviços realizados apenas uma vez na semana tinham bons resultados. Reduzir os dias também facilita para os cidadãos, que acabavam se confundindo e colocando os resíduos nas lixeiras nos dias errados”, disse.

Uma maior divulgação sobre o trabalho da Cooperlages está sendo preparada, para além de informar a população de que o serviço existe, também orientar sobre os dias em que o caminhão passa em cada bairro.

Por este motivo, panfletos com informações acerca do novo cronograma foram preparados e serão entregues nos bairros.

Percebemos que as pessoas têm muita vontade de colaborar na separação do lixo, mas precisam saber deste serviço”, completa Miltinho.

Atualmente, a Cooperlages recicla cerca de 60 toneladas por mês. Este volume, no entanto, representa apenas 2% da quantidade de resíduos que é gerado por mês em Lages.

Além disso, há o trabalho de catadores individuais pelas ruas da cidade. Miltinho reconhece que a cidade precisa reciclar mais, e afirma que o município vem trabalhando para isso.

Nesta linha, ele informa que um projeto-piloto será desenvolvido no Bairro São Paulo. A ideia é orientar os moradores a separar e identificar corretamente o material reciclado. O projeto deve ser colocado em prática nos próximos dias.

Máscaras e luvas não são recicláveis

A presidente da Cooperlages, Angélica dos Anjos, sustenta que a coleta seletiva já voltou ao normal. Ela aproveitou para alertar a população para não jogar máscaras e luvas, equipamentos de proteção que vêm sendo usados pelas pessoas no combate à prevenção ao novo cononavírus, no lixo reciclável.

“Queremos aproveitar para pedir uma maior conscientização dos moradores. Temos recebido muitas máscaras e luvas no material reciclado”, apela.

A orientação é que a comunidade, no momento do descarte das máscaras e luvas descartáveis, não jogue no chão ou áreas públicas, nem no material reciclável.

O descarte destes materiais deve ser feito em uma embalagem plástica separada, devidamente fechada, no lixo da coleta convencional domiciliar realizada em Lages pela empresa Serrana Engenharia.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com