Conecte-se a nós

Turismo

Casal que viaja de bike pela América do Sul passa por Lages

Published

em

Antonella e Jack chegaram a Lages na segunda, mas hoje já seguem viagem - Foto: Núbia Garcia

Já imaginou como seria conhecer vários países viajando de bicicleta e carregando apenas o mínimo necessário para se proteger das intempéries climáticas e para dormir? O que para muitos parece algo impossível, para o casal Antonella Aureli e Jack Dorigo é um estilo de vida.

Em janeiro deste ano eles iniciaram uma jornada para conhecer alguns países da América do Sul viajando de bike. O destino final é o Porto de Santos, em São Paulo, e na segunda-feira (3) sua parada foi em Lages, na Serra Catarinense.

Antonella tem 34 anos e é uma designer argentina. Jack tem 30 anos, é italiano e estudou Turismo. Durante todo o percurso raramente pernoitam em hotéis. Eles dormem nas casas de pessoas que conhecem por meio de um aplicativo exclusivo para viajantes de bicicleta, ou em suas barracas, geralmente montada em locais seguros, como quartéis de bombeiros e da polícia ou em igrejas.

A odisseia do casal começou na Terra do Fogo, na Patagônia (Argentina). Por alguns meses visitaram diversas cidades e províncias da Argentina e do Chile. Em abril, com o início da temporada de frio no continente, fizeram uma pausa.

“Ficamos com a minha família na província de Santa Fé. Foi um período para relaxar, repor energias, rever a família e trabalhar”, conta Antonella. Em novembro, depois de visitar Salto do Yucumã, na província de Missiones, na Argentina, eles retomaram a jornada.

Foi no dia 22 de novembro que atravessaram a fronteira e chegaram ao Brasil, pela cidade de São Miguel d’Oeste, no extremo Oeste catarinense. Esta é a primeira vez que o casal vem ao país e eles garantem que estão encantados com a receptividade dos catarinenses. “Em todos os lugares as pessoas são atenciosas com a gente, mas aqui no Brasil são ainda mais atenciosos. Nos tratam muito bem”, comenta Antonella.

Em Lages eles estão hospedados na casa de um advogado, a quem conheceram por causa de outra pessoa que os hospedou em Ponte Serrada. Eles partem da cidade na manhã desta terça-feira (4).

Rota em Santa Catarina

Depois que chegaram ao Brasil, além de São Miguel d’Oeste, o casal passou por Maravilha, Pinhalzinho, Nova Erechim, Xanxerê, Ponte Serrada, Joaçaba, Herval Velho, Vargem e São José do Cerrito, até chegar a Lages, na manhã de segunda.

Daqui, partem para Urubici ou para a Serra do Rio do Rastro. Em seu itinerário a única certeza é que querem visitar Laguna e Florianópolis antes de sair do estado, mas ainda não definiram todo o roteiro.

Outra certeza é o destino final da jornada e o prazo para chegar até lá. No dia 16 de março de 2019 eles embarcam no Porto de Santos, com destino a Milão, na Itália. Depois de mais uma temporada de trabalho, eles estão se programando para fazer uma nova rota e viajar de bicicleta por alguns países da Europa. A viagem que estão fazendo atualmente é a segunda organizada pelo casal. Em 2017 eles conheceram o Equador, também viajando apenas com os itens básicos na garupa da bike.

“Sempre em nossas viagens somos muito bem tratados, é diferente da forma com que as pessoas tratam turistas que viajam de carro, por exemplo. Acho que pelo grande esforço físico que é viajar de bicicleta, as pessoas estão sempre dispostas a nos oferecer ajuda”, analisa Jack.

Para quem acha que embarcar em uma aventura dessas é algo que precisa de um alto investimento financeiro se engana. Jack conta que ambos não vêm de famílias ricas, por isso, trabalham por um determinado período, juntam dinheiro e partem em viagem.

“Isso não é difícil porque, como dormimos nas casas de pessoas que nos recebem ou na nossa barraca, tampouco precisamos de combustível, nosso único gasto durante toda a viagem é a alimentação”.

Desde a Terra do Fogo até Lages, Antonella e Jack percorreram mais de 4,6 mil km. No seu planejamento, está uma pausa de alguns dias entre o Natal e o Ano Novo, por segurança. Eles só não sabem em qual cidade estarão. “É período de festas, os motoristas bebem, então é melhor não arriscar na estrada”, completa Jack.

O casal chegou a Santa Catarina no dia 22 de novembro e já percorreu 11 municípios

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: