Conecte-se a nós

Turismo

Visitantes exploram turismo natural e de experiência no Salto

Published

em

A família de Edite Fronza se hospeda no Salto pelo menos uma vez por ano, desde 2015 - Fotos: Núbia Garcia

Um local comumente visitado por lageanos durante o verão, a localidade de Santa Terezinha do Salto, no interior de Lages, vem despontando para um outro tipo de turismo. Crescente em toda a Serra, o turismo natural e de experiência tem atraído cada vez mais pessoas, que encontram à sua disposição pousadas e hospedagens alternativas, que oferecem tranquilidade, contato com a natureza e paisagens de tirar o fôlego.

Há quatro anos, pelo menos uma vez por ano, a família da aposentada Edite Fronza, 51 anos, troca o agito e a correria do dia a dia em Rio do Sul pela calmaria no Salto. Ao todo, oito pessoas da família chegaram ao interior de Lages na sexta-feira (28) pela manhã. A tranquilidade do local é tamanha que eles até trazem os dois cachorrinhos de estimação para passear.

“A gente sempre fica na mesma pousada porque achamos tudo incrível aqui. Moramos em apartamento e o contato que a gente tem com a natureza aqui e o silêncio são incríveis. É bom poder colocar o pé na terra, mas o que mais motiva a família a vir é a pescaria que adoramos fazer”, conta.

Edite lembra que esta foi a segunda vez que ela e o marido visitaram o Salto em 2018. Em novembro eles já haviam se hospedado por lá, acompanhado por um grupo de outros seis casais que vieram passar alguns dias. Na segunda hospedagem, por coincidência, estavam hospedados em uma casa próxima a casa de outra família de turistas riosulenses.

Bem próximo à casa da família de Edite estava a família da dona de casa Larissa Santana Rafaeli, 29 anos. Para ela, o esposo e as duas filhas foi a primeira vez em Lages, mas seus pais já estiveram pelo menos quatro vezes na mesma pousada. “Este lugar é encantador. A vista é maravilhosa e nós estamos adorando estar aqui para descansar”, comenta.

Heloise, de 6 anos, é a filha de Larissa e estava encantada com os barcos e com a imensidão do Rio Caveiras. “A gente sempre viaja para o interior porque preferimos sítio à praia, mas é a primeira vez que ficamos tão perto de um rio tão lindo”, completa Larissa.

Os pais de Larissa já estiveram no Salto em outras oportunidades, mas esta foi a primeira vez que ela, o marido e as filhas estiveram no local

Salto tem potencial, mas carece de estrutura

De acordo com o executivo de Turismo da Prefeitura de Lages, Luiz Carlos Pinheiro, apesar das deficiências em infraestrutura, como falta de asfalto e saneamento, a localidade de Santa Terezinha do Salto tem despontado fortemente como um importante ponto turístico da cidade.

“A prova disso são as hospedagens alternativas, muito comuns no Salto, mas que são desconhecidas da maioria da população da cidade. A procura por este tipo de turismo tem sido espontânea, o que mostra este potencial. Suprir estas deficiências estruturais é importante para que a gente possa dar passos mais usados”, analisa.

Pinheiro destaca que o turismo natural e de experiência vem crescendo intensamente ao redor do mundo e que o Salto tem as propriedades necessárias para oferecer isso aos turistas. “O Salto oferece um atrativo natural muito forte. Eu destaco as pousadas e as hospedagens alternativas, que estão sendo ocupadas por aqueles que querem fazer o turismo de experiência, que vêm para cá para ter contato direto com o campo, pesca, práticas esportivas de aventura, então é muito comum isso nessa época”, completa.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: