Conecte-se a nós

Entretenimento

Surrealismo nas telas de Maronil

Published

em

Lages, 22/06/2010, Correio Lageano

 


Uma exposição de quadros surrealistas do artista plástico Maronil Marcos Martins acontece até o dia 2 de julho na Fundação Cultural de Lages (FCL).

 


O artista plástico Maronil Marcos Martins é bombeiro por formação e, nas horas de folga, há 30 anos, pinta quadros em estilo surrealista. Suas telas não são comercializadas, apenas são criadas como método de relaxamento após um dia de trabalho intenso.

 

Seus primeiros trabalhos registravam a beleza das flores, paisagens, casas, natureza, mas de acordo com o artista, ele sentia que necessitava de algo a mais e após estudos optou em desenvolver seu estilo surrealista, baseando-se nas tragédias presenciadas nos socorros prestados enquanto desempenhava sua função de bombeiro.

 


O surrealismo foi um movimento artístico e literário, surgiu em Paris no século XX. As características surreais são uma combinação do representativo, do abstrato e do psicológico. Segundo os surrealistas, a arte deve se libertar das exigências da lógica e da razão e ir além da consciência cotidiana, expressando o inconsciente e os sonhos. O principal teórico e líder do movimento é o poeta, escritor e psiquiatra André Breton.

 


O talento de Maronil não é apenas em telas surrealistas, após a classificação do Brasil nas oitavas de final, ele passou a desenvolver charges referentes ao comportamento dos jogadores em campo.

 


As pinturas e charges não são criadas todos os dias, de acordo com Maronil é preciso inspiração para desenvolver os trabalhos de pintura e criação de charges. “A inspiração é o passo fundamental para desenvolver os trabalhos em telas e a criação de novas charges. Às vezes passo semanas sem pintar e criar nada. Quando me inspiro faço trabalhos excelentes”, revela o artista.

 


A definição

 

 


Os quadros de Maronil retratam o psicodisléptico (substâncias alucinógenas), a neurose (desequilíbrio mental), a psicastenia (medo e ansiedade), o limbo (conceito religioso da Igreja Católica), a ecmnésia (esquecimento), a loucura (distúrbio de alteração mental), o irracionalismo (um desejo de morte), a rebus (rima, anagramas de palavras), a apostasia (cristianismo feminino), a filogenia (hipóteses de relações evolutivas) e o apocalipse (descreve o fim dos tempos).

 

Fotos: Daniele Melo

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: