Geral

Sistema de alerta de desastre em SC tem 460 mil inscritos

Published

em

Foto: Adecir Morais/ArquivoCL

O sistema de alerta que usa mensagem de texto de celular, via SMS, para informar a população sobre o risco de ocorrências de desastres naturais, como enchentes, deslizamentos de terra e granizo, está funcionando em Santa Catarina há cerca de três anos. O serviço é gratuito e está disponível a todos os usuários de telefonia móvel. Até setembro do ano passado, o sistema contava com 460 mil inscritos no Estado.

O coordenador de monitoramento da Defesa Civil Estadual, que gerencia o serviço, Frederico de Moraes Rudorff, lembra que o projeto foi implantado em 2017, contemplando, inicialmente, 20 cidades catarinenses. Atualmente, o sistema, que funciona em parceria com a Defesa Civil Nacional, está presente em todos as cidades do Estado. E nacionalmente, faz-se presente em todos os estados. O serviço é acessível a todos moradores que possuem telefone celular, independentemente da operadora.

Para começar a receber os alertas, explica Frederico, a pessoa precisa enviar uma mensagem SMS para o número 40199 e fornecer o CEP do local que deseja ser monitorada. Para consultar um CEP cadastrado, o usuário deverá enviar a mensagem “consultar” para o número 40199, em seguida, receberá uma mensagem de adesão ao programa.

O envio da mensagem de alerta ocorre quando a Defesa Civil identifica a possibilidade de ocorrência de um evento que pode trazer risco para a população em determinada região. Os alertas são gerados pela própria Defesa Civil, que avalia a situação climática, através de seus serviços de meteorologia. “No ano passado, foram enviadas 1.788 mensagens com algum tipo de alerta”, afirma Frederico, explicando que não há dados sobre a adesão ao programa em Lages.

Atualmente, regiões de Santa Catarina atravessam um período de estiagem e, dependendo do dia, o calor forte associado a áreas de instabilidade pode causar riscos de temporais. Ontem, por exemplo, a Defesa Civil emitiu, em seu site, comunicado de risco de granizo em alguns municípios do Estado. É por este motivo que o sistema de alerta de ocorrências em questão se torna tão essencial para a população.

Para evitar falsos alardes, Frederico pede que o morador fique atento quando receber as notificações da Defesa Civil. Atualmente, na era das fake news, a pessoa deve redobrar a atenção para não acreditar em notícias falsas. Pode acontecer de a pessoa receber vídeos antigos, de outros temporais, compartilhados como sendo atuais. Assim, caso desconfie de alguma informação, a orientação é que o morador busque checar se as informações são verdadeiras.

Autoproteção

Frederico diz que o principal objetivo do sistema SMS é reduzir os riscos durante o período que ocorrem os maiores desastres climáticos. Nesta direção, ele afirma que a Defesa Civil está atuando no sentido de estimular a sociedade para a autoproteção. “Queremos que as pessoas tenham um senso de percepção dos riscos de desastres”, comenta.

O coordenador da Defesa Civil de Lages, Jean Felipe de Souza, diz que o órgão recebe informações da Defesa Civil Estadual e as repassa para a população do município em caso de risco de desastres naturais. Ele comenta a que prevenção é o melhor caminho para evitar problemas provocados por eventos climáticos. “Quando vêm os alertas, a gente consegue se preparar para atender a população caso seja necessário”, observa.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com