Notícias

Serviço é o setor que mais atrai empreendedores em Lages

Published

em

Christiane ajuda o funcionário na montagem da loja em Lages - Foto: Bega Godóy

Pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) mostra que em 2017, o Brasil registrou uma taxa empreendedora de 36,4%.  Isso quer dizer que, no ano passado, quase 50 milhões de brasileiros já empreendiam ou realizaram alguma ação visando a criação de um negócio em um futuro próximo.

Para 2019, de acordo com análises feitas pelo Sebrae, a partir de dados da Receita Federal, a expectativa é de que sejam criadas 1,5 milhão de novas empresas – considerando os microempreendedores individuais, as microempresas e as empresas de pequeno porte.

O coordenador regional do Sebrae em Lages, Altenir Agostini  disse que o município segue no mesmo viés da pesquisa e registra aumento de abertura do número de novas empresas e, segundo ele, pelo histórico mais recente o setor de serviço é o que mais atrai os empreendedores.

Porém, não quantificou o percentual desse cenário. No entanto, ressalta que para a empresa permaneçer no mercado é preciso que os empreendedores façam capacitação, procurem informações e orientação, antes de abrir o negócio.

“Tão importante quanto abrir uma empresa é garantir que ela perdure”, aconselha mostrando preocupação em não se ter apenas números expressivos de criação de empresas mas que fiquem mais tempo possível no mercado. “O Sebrae oferece essa ajuda, assim como tantas outras instituições”, salienta.

Para se destacar em um mercado cada vez mais competitivo, empreendedores apostam em novas ferramentas digitais para expandir serviços de seus negócios. Foi o que fez Christiane Ribeiro. Ela viu futuro no setor de pet shop e montou um site para vendas on-line junto com a loja física que funcionou por três anos em Correia Pinto.

Seu espírito empreendedor e de seu marido os levaram a pensar em abrir uma loja em Lages, fechando a de Correia Pinto, numa tentativa de se fixar num mercado mais amplo e aumentar a clientela.

Aptidão e negócios

Na próxima semana a nova loja, a Petclick estará aberta ao público oferecendo petshop e estética animal. As vendas on-line foram mantidas (roupas, ração e acessórios). “Ambos somos da área de administração e eu sempre gostei de animais. Fiz até dois anos de Medicina Veterinária em Campinas. Parei porque tivemos que mudar de cidade. A loja é um modo de eu fazer o que gosto”, conta a empresária.

O casal segue a cartilha direitinho e participou de curso de capacitação, no caso do Empretec, um seminário de uma semana que capacita os empreendedores, pois perceberam que é necessário se atualizar.

Etapas para se abrir uma empresa (diagramar em tópicos)

Antes de abrir sua empresa, é preciso se informar. Faça uma pesquisa antecipada sobre a existência de empresas constituídas com nomes empresariais idênticos ou semelhantes ao nome pesquisado. Essa é uma etapa obrigatória, que deve ser preenchida no site da junta comercial.

Além da consulta de viabilidade do nome empresarial, é importante que nesta etapa você procure a prefeitura onde sua empresa será instalada para verificar os critérios de concessão do Alvará de Funcionamento para o exercício da sua atividade no local escolhido.

O registro legal de uma empresa é tirado na Junta Comercial do estado ou no Cartório de Registro de Pessoa Jurídica. Para as pessoas jurídicas, esse passo é equivalente à obtenção da Certidão de Nascimento de uma pessoa física. A partir desse registro, a empresa existe oficialmente – o que não significa que ela possa começar a operar.

Para fazer o registro é preciso apresentar uma série de documentos e formulários que podem variar de um estado para o outro.

Fonte: Sebrae

clique para comentar

Deixe uma resposta