Geral

Sepulturas são alvos de vândalos e furtos

Published

em

Foto: Patrícia Vieira

O que era para ser um lugar tranquilo e sossegado se tornou um dos principais alvos de criminosos. Mais uma vez, o Cemitério Municipal Cruz das Almas, localizado na Avenida Marechal Floriano, Bairro Santa Rita, em Lages, volta a ser palco de vândalos.

Os furtos e danos de objetos começaram a ser notados deste a última semana. A administração realizou um levantamento dos danos e posteriormente comunicou aos familiares. Somente em uma semana, aproximadamente 10 jazigos e sepulturas foram mexidos.

Os principais alvos dos ladrões são as peças de valor que enfeitam os túmulos. Além disso, portas e janelas de alumínio, placas de identificação e letras de bronze são arrancadas. Além disso, crucifixos e anjos também são danificados ou furtados.

Segundo o coordenador do Cemitério, Anderson Daniel de Liz, esta não foi a primeira vez que este tipo de crime ocorreu. Contudo, os delitos acontecem esporadicamente, mas há ocasiões em que os danos se intensificam. Como o que ocorreu no mês de maio deste ano, quando foram identificados danos, em pelo menos, 32 jazigos e sepulturas.

De acordo com Anderson, assim que são  identificados os delitos, a orientação do secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Eroni Delfes Rodrigues, é que sejam registrados Boletins de Ocorrências (BO), para que o caso possa ser investigado pela Polícia Civil.

A Polícia Militar realiza rondas pela região e, mesmo assim, não coíbe os atos. Para se ter ideia, os furtos ocorrem em diferentes horários. De acordo testemunhas, em plena luz do dia, durante um fim de semana, foi visto um homem pular o muro carregando uma porta.

Famílias são comunicadas

As famílias são comunicadas sobre os fatos e, após a perícia, devem limpar os locais atingidos em razão dos cacos e estilhaços de vidros. “Dos danos mais recentes, ainda não conseguiram identificar os responsáveis pelos jazigos ou túmulos, por isso, é importante que os responsáveis mantenham seu cadastro atualizado,” reforça.

Na última segunda-feira (15), além de outros danos, uma porta foi levada. Na manhã de quarta-feira (17) foi encontrado um crucifixo todo quebrado jogado chão ao lado de um muro. Até agora não foi possível identificar de onde foi retirado, já que existem 3.380 túmulos e jazigos no Cruz das Almas. Se alguém sentir falta de algum objeto deve comunicar a administração.

No outro caso, em que a porta foi levada, a família esteve no cemitério e retirou todos os objetos que haviam no jazigo, inclusive os vasos de flores, para evitar novos furtos.

Videomonitoramento

Conforme o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Eroni Delfes Rodrigues, existe um projeto para a implantação de câmeras de videomonitoramento para toda a estrutura da Prefeitura de Lages, o que a princípio contemplaria também os cemitérios, tanto o Cruz das Almas quanto o Nossa Senhora da Pena. Ressalta-se que não há data definida para a instalação, já que o projeto está em análise. 

Denúncia

Casos como estes ou semelhantes podem ser denunciados pelos cidadãos para a Polícia Militar através do número 190, ao Cemitério pelo 3221-1103 ou à Secretaria de Serviços Públicos: 3221-1068.

Atendimento

O Cruz das Almas presta atendimento todos os dias da semana, das 8h às 18h. Sendo que aos finais de semana e feriados, com exceção do Dia de Finados e Sexta-Feira Santa, por determinação da Secretaria, os portões laterais são mantidos fechados para dar mais melhor segurança e controlar os visitantes somente pelo acesso frontal. Caso alguém precise de acesso para pessoas idosas e portadoras de necessidades especiais ou informações sobre sepultamentos, pode solicitar a abertura na administração.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com