Geral

Proprietário tinha autorização para derrubada de pinheiros

Published

em

De acordo com o IMA, a autorização previa a derrubada de sete pinheiros - Foto: Divulgação

A derrubada de pinheiros em um imóvel na Avenida Duque de Caxias, no Centro de Lages, chamou a atenção dos moradores da região e também de quem passou pelo local no último fim de semana, devido à quantidade de árvores que foram retiradas.

De acordo com o escritório regional do Instituto do Meio Ambiente (IMA), situado em Lages, o proprietário do imóvel tinha as autorizações necessárias para fazer a retirada das árvores.

O coordenador do órgão em Lages, Fernando Araldi Sommariva, afirma que foi solicitada a supressão de 12 árvores, porém, a autorização do IMA previa o corte de sete pinheiros. “Foram autorizadas somente aquelas que estavam causando risco à vida e ao patrimônio, que é o que se enquadra na lei”, explica.

Sommariva ressalta que a derrubada de pinheiros sempre precisa de autorização dos órgãos ligados ao Meio Ambiente. Segundo ele, compete ao IMA analisar o requerimento para identificar se a retirada realmente é necessária e se o pedido se enquadra nos termos da lei.

“Aí, [o pedido] passa pelo técnico que emite um parecer e libera mediante autorização ambiental. O corte, transporte e o destino dessa madeira são por conta de quem requereu, o proprietário do imóvel, no caso.”

O coordenador do IMA em Lages explica que a lei ambiental prevê que pinheiros podem ser derrubados somente se oferecerem riscos à vida ou ao patrimônio. “Nestes casos, é permitida a supressão, mediante autorização ambiental. No caso em questão, tratava-se de árvores velhas, os galhos, provavelmente, estavam caindo e causando danos ao imóvel”, afirma.

A proprietária do imóvel conversou com a reportagem do Correio Lageano, mas preferiu não se identificar. Ela contou que a solicitação para a retirada das árvores foi feita porque os pinheiros estavam muito velhos e os galhos caíam com frequência, colocando moradores e pedestres em risco.

“Moro aqui há 40 anos e amava aquelas árvores. É uma pena ter que cortar, mas é preciso primeiro pensar na minha segurança e das pessoas que passam por aqui”, completa, ressaltando que grandes galhos caíram dos pinheiros na última vez que teve uma ventania em Lages, no mês de outubro.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com