Notícias

Projeto internacional visa celebrar vida de Anita Garibaldi

Published

em

Prefeito Antonio Ceron assinou um termo de compromisso de adesão ao projeto - Foto: Susana Küster

Com o intuito de celebrar os 200 anos de nascimento de Anita Garibaldi, uma comitiva da Itália se uniu com o Uruguai e as cidades catarinenses: Lages, Curitibanos, Anita Garibaldi, Laguna, Tubarão e Imbituba e criou o projeto internacional “Dois Mundos e uma Rosa para Anita”, que promoverá eventos a partir de 2021.

O projeto está sendo planejado desde 2018, e uma das ações já realizadas foi a criação de uma rosa, nomeada como Anita Garibaldi, que foi trazida para o Brasil. Ela está sendo recriada no Centro Tecnológico da Unisul. Outro fruto do projeto é a tradução de um livro escrito por Anita Garibaldi Jallet, tataraneta da heroína, intitulado como: Uma rosa para Anita. Ele será traduzido para espanhol e português, e será lançado em 2021.

Nesta segunda-feira (26), a comitiva esteve em Lages para apresentar o projeto para as autoridades e sociedade civil com o objetivo de estreitar laços e fazer parcerias nas áreas da educação, cultura e turismo com o poder público e a iniciativa privada da cidade. No final do evento, o prefeito Antonio Ceron, o vice, Juliano Polese, e, outras autoridades assinaram um termo de compromisso de adesão ao projeto.

Na sequência do evento, a comitiva foi guiada por servidores da Fundação Cultural e um intérprete em alguns pontos turísticos da cidade. Os italianos seguem para Curitibanos na terça-feira para continuar o roteiro de visitas pelo Estado.

Para o desenvolvimento do projeto, foram constituídas comissões municipais feitas por uma pessoa da prefeitura e uma da sociedade civil de cada cidade participante do projeto. A partir desses comitês foi criado uma comissão estadual, que analisará os eventos e buscará recursos com o governo estadual. A ideia é inserir a programação no calendário turístico internacional.

Em Lages, a gerente do Instituto José Paschoal Baggio (IJPB), Edite Moraes e o executivo de comunicação da Prefeitura de Lages, Pablo Gomes são os dois membros, que fazem parte do comitê estadual.

A diretora do Correio Lageano, Isabel Baggio conta que o IJPB foi escolhido por desenvolver vários projetos culturais e por ter sido criado em homenagem a José Paschoal Baggio, descendente de italianos. Na quinta-feira, às 19 horas, o projeto Dois Mundos e uma Rosa para Anita receberá uma sessão solene na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Será a oficialização do projeto no Estado.

Heroína dos Dois Mundos

Anita Garibaldi (1821-1849) foi a “Heroína dos Dois Mundos”. Recebeu esse título por ter participado no Brasil e na Itália, ao lado de seu marido Giuseppe Garibaldi, de diversas batalhas. Lutou na Revolução Farroupilha (Guerra dos Farrapos), na Batalha dos Curitibanos e na Batalha de Gianicolo, na Itália.

Anita de Jesus Ribeiro, conhecida como Anita Garibaldi, nasceu no dia 30 de agosto de 1821. Filha de Bento Ribeiro da Silva, um modesto comerciante de Laguna, descendente de família portuguesa vinda dos Açores e de Maria Antônia de Jesus.

Com a morte de seu pai, Anita foi obrigada a se casar com o sapateiro Manuel Duarte de Aguiar. No dia 30 de agosto de 1835, com apenas 14 anos, casa-se na Igreja Matriz de Santo Antônio dos Anjos. O casamento durou apenas três anos, o marido se alistou no exército imperial e Anita voltou para casa de sua mãe.

Em 1839, Anita conhece Giuseppe Garibaldi, general italiano que desembarca no Rio de Janeiro, em 1935, fugindo de seu país, após lutar pela unificação de toda a península itálica sob a forma de república. Com o fracasso do golpe, Garibaldi foi condenado à morte, começando então uma vida de exílio. Refugiou-se na França e depois veio para o Brasil, onde já se encontravam outros exilados italianos.

Fonte: eBiografia.com

clique para comentar

Deixe uma resposta