Política

Procurador se afasta da associação após pedido de impeachment

Published

em

O defensor Ralf Guimarães Zimmer Júnior deixou a presidência da Adepesc - Foto: Divulgação

Um dia após ter protocolado pedido de impeachment por crime de responsabilidade contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, a vice-governadora Daniela Reinher,  e o secretário da Administração, Jorge Tasca, o defensor público Ralf Guimarães Zimmer Júnior pediu o afastamento da presidência da Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Estado de Santa Catarina (Adepesc)

O afastamento se deu depois da deliberação tomada pelos associados da Adepesc, que, em Assembleia Geral Extraordinária realizada, entenderam que “eventual representação contra o governador do Estado não deveria ser tomada na qualidade de representante da classe, ao passo que não reflete o posicionamento associativo”. 

Em nota oficial, a Adepesc “reafirma o seu compromisso com o diálogo, tanto na relação com as instituições públicas quanto com as demais entidades associativas das carreiras públicas do Estado de Santa Catarina”.  

Protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) na segunda-feira (13), o pedido de impeachment, registrado em um documento de 135 páginas, será encaminhado e examinado pela Procuradoria, que deverá verificar a existência dos pressupostos legais da solicitação.

Se o pedido atender aos requisitos, o governador será informado e terá 15 dias para apresentar informações, conforme determina o Regimento Interno do Poder Legislativo.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com