Geral

Presos por associação e tráfico de drogas

Published

em

Os três foram flagrados com drogas - Foto: Bega Godóy

Após denúncias de venda e distribuição de drogas no Bairro Guadalupe, em Lages, policiais do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) e da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) prenderam L.A.C (nome não divulgado pela polícia), 24 anos; Rafael Padilha, de 22 anos; e Carlos Leonardo de Ramos de Oliveira, de 23 anos. Eles foram presos na tarde de sexta-feira (9), pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. A droga vinha de Itapema. Todos foram conduzidos à Central de Polícia Civil.

As prisões aconteceram em três endereços da cidade. L.A.C tentou despistar quando viu a Rocam se aproximando da rua onde mora, a Hercílio Granzotto, entrou em casa, dispensando 55 gramas de maconha, fato flagrado pelos policiais.

Durante as buscas na residência, foi localizada uma balança de precisão, R$ 165 em espécie. Sobre a origem da droga, informou que comprava drogas de Rafael para consumo e não participava do esquema de vendas ou da associação para o tráfico de drogas.

Droga na mochila

Antes, Rafael teria sido abordado pelo policiais e durante busca pessoal e no veículo nada foi localizado (ele não tem passagem pela polícia). Porém, confessou que teria deixado uma mochila contendo certa quantidade de maconha na casa de seu amigo, pois foi alertado que a polícia estava por perto.

A polícia se deslocou até a Avenida 1° de Maio e abordou Carlos. Na sua casa, encontrou a mochila deixada por Rafael, no guarda-roupas. Dentro dela havia 816 gramas de maconha, 23 comprimidos de ecstasy, um frasco de 20ml com a substância conhecida como Loló, “Lança Perfume”, além de 4 facas com resquícios de maconha e uma balança de precisão.  Ainda foram encontrados na casa a quantia de R$ 950 em espécie e um frasco com cerca de 2 gramas de maconha esmurrugada.

Durante as investigações, a polícia ouviu de Rafael que quem lhe fornecia a droga era conhecido como “Puta”, identificado como Diogo Felipe Wolff de Jesus, de 22 anos. Na sequência, a polícia foi até  a casa de Diogo e nada foi encontrado, uma vez que ele confirmou que seria sua a droga encontrada na casa de Carlos e que teria deixado aos cuidados de Rafael.

Por meio de grupos de Wattsap, “Puta” soube que a PM havia abordado seus comparsas e, certamente, iriam até sua residência. No aplicativo, havia conversas de transações, contatos de fornecedores e de clientes. Segundo a PM, ele alegou que buscava a droga na cidade de Itapema, mas como havia excluído o contato, não teria como passar as informações necessárias para identificação do fornecedor.

O comandante do 6º Batalhão de Polícia Militar  tenente-coronel Alfredo Nogueira explica que as denúncias da população têm ajudado a coibir este tipo de crime. “A mobilização rápida da Rocam facilita ao efetivo ter êxito e confiança da comunidade.” recomenda

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com