Conecte-se a nós

Notícias

Presos de Lages estão fazendo curso de corte e costura

Published

em

Foto: Divulgação

Com carga horária de 200 horas, os alunos recebem R$ 450 mensais e a cada 12 horas diminuem um dia da pena. Eles fazem parte do curso de corte e costura oferecido pelo Pronatec. As atividades acontecem à noite.

A intenção é inseri-los no mercado de trabalho. “Uma oportunidade para detentos que não têm perspectivas e que podem sair daqui com uma profissão ou ao menos iniciar uma”, pondera o diretor do Presídio Regional de Lages, Diego Costa Lopes.

O gerente conta que o espaço é pequeno, mas que tem prospecção de ser ampliado, uma vez que a ideia é implantar mais cursos ano que vem. “Nos esforçamos para conseguir a máquinas que foram emprestadas de outras unidades prisionais do Estado”, explica. Diego salienta que são oferecidos 30 cursos via Pronatec e que mais salas serão organizadas para receber um deles e com projeção para turmas masculinas e femininas.   

O curso é ofertado pelo Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, criado em 2011 pelo Ministério da Educação (MEC).  O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e o Departamento de Administração Prisional (Deap) são parceiros também. O Depen e MEC entram com a verba. Em Lages os parceiros são, a Gered e Cedup Renato Ramos da Silva e Deap. O presídio entra com a estrutura e o espaço físico e o Cedup fornece os professores que ministram o curso que começou dia 20 de agosto e deve durar até meados de dezembro.

 Certificados

Após conclusão do curso, a unidade expedirá e registrará, sob sua responsabilidade, o Certificado de Qualificação Profissional para os presidiários que tiverem concluído o Curso Pronatec/TIC de Costura Industrial do Vestuário

 

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: