Geral

Preço da gasolina sobe acima do reajustado pela Petrobras

Published

em

Foto: Silviane Mannrich/Arquivo CL

Os últimos reajustes anunciados pela Petrobras, nas refinarias, foram praticados em 19 de novembro, quando o litro da gasolina subiu 2,8% e em 27 de novembro, com cerca de 4%.

O interessante é que mesmo sem novos aumentos, o preço deste combustível continua subindo nos postos de Lages. Atualmente, o consumidor paga até R$ 4,40 pelo litro da gasolina comum. 

No dia 21 de novembro, levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP) apontava que os preços nos postos de Lages oscilavam entre R$ 4,04 e R$ 4,14. Depois desta data houve o reajuste de 4%. Analisando-se apenas a aplicação da alíquota, o combustível mais caro não poderia ultrapassar os R$ 4,30. 

Mas, levantamento da ANP realizado na cidade entre os dia 1º e 7 de dezembro aponta o mínimo de R$ 4,259 a o máximo de R$ 4,399. Nesta pesquisa foram analisados os preços em nove postos da cidade, com ou sem bandeira. No site da ANP, a tabela de preços da gasolina tipo A sem tributos está, em média, R$ 1,95 nas refinarias. A última atualização ocorreu no dia 1º deste mês. 

É fato que os preços dos combustíveis não são tabelados no Brasil e que cada empresa tem sua planilha de custos. O preço pago ao combustível é apenas um dos itens dessa planilha, que inclui ainda despesas com pessoal, energia elétrica, água e em alguns casos até aluguel. 

Vem mais aumentos por aí 

O Cade (Conselho Administrativo de defesa Econômica) cobrou explicações da Petrobras sobre a demora no reajuste dos preços dos combustíveis. A estatal tem 10 dias para explicar a baixa movimentação dos valores nas refinarias.

A ação foi proposta pela Abicom (Associação Brasileira das Importadoras de Combustíveis), que acusa a estatal de não seguir a política de preços anunciada. A Petrobras reajusta os preços conforme a variação do dólar e do barril do petróleo no mercado internacional.

A Abicom quer que a Petrobras atualize os preços imediatamente após a correção da moeda americana ou reajuste do valor do barril de petróleo no mercado internacional.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com