Notícias

Operação em bairros de diferentes regiões para restaurar sistemas de drenagem

Published

em

Foto: Secretaria de Planejamento e Obras/ Divulgação

O temporal do meio da tarde de sábado (15) deixou marcas na população moradora de diversos bairros e loteamentos de Lages. A enxurrada deixou as pessoas nervosas e com prejuízos dentro de casa. Na medida possível humana e operacional, os contratempos estão sendo amenizados e resolvidos pela Secretaria de Planejamento e Obras.

Na terça-feira (18), a Secretaria atua na execução de melhorias da capacidade de tubulação nas ruas Fernando Machado de Souza (Vila Esperança), Nossa Senhora da Saúde (Guarujá), Olavo Bilac (Penha) e Ouro Preto (São Sebastião), além de limpeza de caixas de bocas de lobo nas ruas Coronel Zeca Atanázio e Coronel Lica Ramos, ambas no bairro Sagrado Coração de Jesus.

Resíduos naturais (galhos, folhas, terra), entulhos e lixo jogados nas grades dos bueiros ou nas ruas quando tem Sol e que seguem para os bueiros em dias de escoamento de chuva, agravam a situação.

Na segunda-feira (17) foi feita limpeza do córrego e galeria que passam do bairro Beatriz, na altura da esquina da rua Padre Anchieta, bem como limpeza e desobstruções de caixas no bairro Passo Fundo, na rua Pedro Mariano Eineck (Vila Maria), no rio da rua Euclides Cardoso (Beatriz) e em local atrás do Hipermercado BIG (Conta Dinheiro). Em resumo, locais atingidos pela chuva com manutenção imediata nesta segunda foram Sagrado Coração de Jesus, Guarujá e Vila Maria.

O Bairro Guarujá foi um dos mais afetados. Nesta segunda (17) foram começados os serviços de limpeza completa e alargamento do córrego que passa por parte do Guarujá. O canal estreito, assoreamento e tubulação de diâmetro pequeno e insuficiente para a vazão da água contribuem para cheias em menor tempo de precipitação pluviométrica, causando possíveis transbordamentos e inundações.

Na Frei Henrique de Coimbra, servidores municipais iniciaram a duplicação de uma galeria nesta terça. No passado havia uma ponte de madeira no local e há cerca de três anos foi substituída por esta galeria.

Ao longo de 18 metros de extensão estão sendo colocadas 12 galerias de concreto de dois metros de largura por 1,5 metro de altura, paralelas à já existente. A rua detrás da Frei Coimbra, de nome Vinte Dois de Abril (Guarujá), também recebeu limpeza de córrego e valas.

A base das galerias é feita com pedra basáltica (lascão), o mesmo tipo utilizado nas pavimentações asfálticas, depois há o aterro para cobertura, e revestimento por cima da rua com cascalho e pedra britada para passagem dos veículos. A via estará interditada até a conclusão das atividades de recomposição estrutural.

Incomodados, moradores se reorganizam após o susto de terem suas casas invadidas pelas águas, cujo volume de sábado permeou 40 milímetros em pouco menos de uma hora. Há receios de novas intercorrências por causa das chuvas de verão, que geralmente atingem os municípios no final da tarde, a exemplo da forte pancada desta terça.

O alto volume em tão pouco tempo aumenta drasticamente a pressão e vazão em tubulações e outros dispositivos, como caixas, bueiros e bocas de lobo, que não suportam a força e extravasam. Contudo, a Secretaria pede paciência à comunidade e assegura o atendimento a todos gradualmente.

Fonte: Prefeitura de Lages

clique para comentar

Deixe uma resposta