Coronavírus

Movimento nos postos de combustível de Lages tem queda significativa

Published

em

Movimento nos postos de combustíveis está menor / Foto: Sol de Zuasnabar Brebbia / Getty Images

As medidas de restrição adotadas pelas autoridades para frear a propagação do coronavírus afetaram duramente o Comércio. As vendas nos postos de combustíveis de Lages, por exemplo, caíram consideravelmente por causa do surto do vírus. A cidade registra apenas um caso da doença, mesmo assim, a maioria da população está assustada e, seguindo recomendação das autoridades, está em casa para se proteger da doença que tem assombrado o mundo.

De acordo com o empresário da rede de Postos Guarujá, Airton Sirtoli, o movimento caiu bastante e os postos estão operando com 10% da capacidade. Ele afirma que a rede, na qual ele trabalha, tem cinco lojas e restringiu os atendimentos. “Estamos com duas lojas da rede fechadas, outras três estão operando em regime de plantão, com apenas um funcionário na pista e outro no caixa”, informa, destacando que os carros que estão rodando, atualmente, são, basicamente de serviços essenciais, como os da área da saúde, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

Na última segunda-feira (23), a Agência Nacional de Petróleo publicou uma resolução flexibilizando o horário de funcionamento dos postos do País. Pelo o que ficou definido, os revendedores de combustíveis deverão funcionar, no mínimo, de segunda-feira a sábado, das 7 às 19h. As medidas são temporárias, vão durar enquanto perdurar a crise do coronavírus. Elas reforçam o cuidado com a garantia do abastecimento nacional e flexibilizam algumas obrigações, entre elas o horário de funcionamento dos postos de combustíveis.

 

Preço do combustível

O preço do combustível também teve uma queda. Na quarta-feira da semana passada a Petrobras anunciou a redução em 12% nos preços da gasolina, 7,5% do diesel e 5% do gás de cozinha. Ontem, a estatal anunciou uma nova redução, de 15%, no preço da gasolina. A queda acumulada este ano é de 40,5%. As reduções ocorrem em meio a uma forte desvalorização do preço do petróleo no mercado internacional. 

Os percentuais de queda, explicou a Petrobras, referem-se aos produtos vendidos pelas refinarias. Os valores finais aos motoristas dependem de cada posto e distribuidoras. Além disso, o mercado brasileiro é baseado na livre concorrência, fazendo com que cada empresa cobre o valor que achar melhor, segundo a estatal. 

Em Lages, conforme Airton, o preço da gasolina caiu bastante. Nos seus postos, é possível encher o tanque por até R$ 4,05 o litro. “A gasolina da Serra é mais barata em relação em comparação a do Litoral do Estado”, compara o empresário.

 

Preocupação é com a manutenção dos empregos

Airton sublinha que o valor do combustível não é o mais importante neste momento de crise do coronavírus. Para ele, a questão da manutenção dos empregos e dos negócios merece atenção já que a crise provocada pela doença impactou negativamente os negócios em todo o País.

 O empresário destaca que, por conta da queda do movimento, teve de dar férias para 30 funcionários e ressalta que agora é hora de pensar na saúde das pessoas. “Tem posto que está quebrado e não sabe se vai voltar a abrir. A saúde financeira está complicada, mas hoje temos de pensar na saúde dos funcionários e no retorno deles ao emprego”, finaliza.

1 Comentário

1 Comentário

  1. MIRO

    26/03/2020 at 14:31

    A maior demonstração de pessoas que gostam de aproveitar os momentos de fragilidade da população para tirar proveito, a gasolina já baixou desde o início do ano cerca de 50% segundo a Petrobrás e a alegação dos donos de postos é de que não houve diminuição significativa nos preços dos combustíveis por causa que o consumo diminuiu drasticamente. Então meu povo é assim que caminha humanidade.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto:
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: