Geral

Morcegos são “desalojados” de edifício do Centro de Lages

Published

em

Funcionário da empresa que realizou os serviços faz a desinfecção de espaços do prédio Foto: Divulgação

Os morcegos que ocupavam espaços do edifício Azteca, no Centro de Lages, na Serra Catarinense, foram “desalojados” do local por uma empresa de dedetização.

Os animais, que têm hábitos noturnos, costumavam ficar voando em garagens do estabelecimento. A presença deles no prédio foi tema de reportagem do CL, no final do mês passado.

O trabalho de remoção do habitantes indesejáveis foi feito pela dedetizadora Caracol. Conforme o proprietário da empresa, Hilton Jacobsen, foram “desalojados” cerca de 700 morcegos.

Os animais tinham o costume de se abrigar atrás de canos de PVC do edifício. À noite, eles saíam de seus esconderijos e costumavam ficar voando dentro das garagens do prédio.

Para resolver o problema, conta Hilton, funcionários da empresa esperaram os animais saírem de seus esconderijos, no início da noite, e trancaram os espaços onde costumavam se alojar.

Após a remoção, foi feita a desinfecção dos espaços do prédio. “Os animais não foram mortos, eles foram apenas desalojados”, disse Hilton.

Os morcegos são animais silvestres da fauna brasileira e protegidos por lei. Por este motivo, é proibido o extermínio da espécie.

Hilton explicou que os habitantes indesejáveis que ocupavam o edifício não oferecem risco ao humano. Ele se alimentam de insetos, diferentemente de outras espécies que podem transmitir a raiva, caso mordam uma pessoa.

O edifício Azteca abriga, basicamente, escritórios. Funcionários que trabalham no local confirmaram que o problema foi resolvido. Eles lembram que havia um grande número de animais no local.

Os visitantes indesejáveis saiam no início da noite e ficavam voando nos espaços das garagens do prédio. “Foi resolvido [o problema]”, afirmou uma funcionária.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com