Geral

Mercado Público de Lages: Obras estão 60% concluídas

Published

em

Foto: Patricia Vieira

Após 10 anos fechado, o Mercado Público de Lages está próximo de reabrir suas portas. Isso porque cerca de 60% das obras do projeto de revitalização, modernização e ampliação já foram feito. A reestruturação do novo espaço público lageano é executada pela construtora Terra Engenharia. O valor total da obra gira em torno de R$ 7 milhões. A expectativa é de que obras sejam concluídas até junho de 2020, conforme novo prazo contratual. As informações foram repassadas, ontem, pelo engenheiro responsável da construtora, Leonardo Milioli Tutida.

As obras no Mercado Público compreendem a ampliação de três baias, junto com uma praça de alimentação com pequeno auditório e palco para apresentações artísticas e culturais, ocupando atual área de estacionamento, na parte de trás do histórico prédio. Além disso, será disponibilizado 33 boxes comerciais.

No entanto, por se tratar de um trabalho de revitalização em uma estrutura antiga, ou seja,  construída na década de 1940, e ser tombado como patrimônio histórico municipal, exige muito cuidado, para não comprometer toda a estrutura. 

O engenheiro explica que o cronograma segue normalmente. Agora, estão na fase de cobertura de reboco nas paredes, instalação elétrica e hidráulico-sanitárias. E nos próximos dias, iniciarão a parte de pintura. 

Organização do espaço

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lages deverá auxiliar sobre o formato mais adequado para funcionamento do Mercado Público, no que se refere à ocupação legal dos espaços de vendas (boxes comerciais de produtos típicos), da praça de alimentação e de prestação de serviços. Além disso, a equipe técnica da Prefeitura também visitou vários mercados públicos, em busca de subsídios para elaboração de um modelo administrativo compatível com realidade histórica e cultural que o Mercado de Lages oferece.

A revitalização

O projeto foi definido em um concurso nacional, realizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), em 2014. O trabalho foi idealizado por quatro arquitetos e o maior aspecto que levou à vitória foi a logística e a mobilidade criada no entorno do Mercado Público, integrando outros espaços urbanos. A obra custará R$ 7.605.366,69.

Histórico

 O Mercado Público foi construído na década de 1940, e é tombado como patrimônio histórico municipal. Sua construção substituiu o Mercado Velho, que ocupava o espaço da Praça Vidal Ramos Sênior, ao lado do Terminal Urbano. Com o passar das décadas e sem a devida manutenção, o prédio foi se deteriorando. Em 2009, foi interditado pela Defesa Civil. O teto ameaçava desabar. Em 2011, a Prefeitura de Lages recuperou a cobertura e, em 2012, iniciou-se uma reforma. O processo parou porque o Ministério Público apontou irregularidades.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com