Conecte-se a nós

Eleições

Lucas Neves (PP) candidato a deputado estadual

Published

em

Foto: Camila Paes

O Correio Lageano publica uma série de entrevistas com os candidatos a deputado estadual e federal dos municípios da Serra Catarinense. Essas entrevistas acontecem sempre às quintas-feiras às 10h30 e às 14h30, ao vivo, pelo Facebook, no CL Entrevista nas Eleições.

Correio Lageano: O senhor foi o vereador mais votado nas últimas eleições, em Lages, não acha que deixar o cargo seria abandonar quem o elegeu?

Lucas Neves: O compromisso que assumi em 2016 vem da minha vida. Quando estava na condição de jornalista, tinha compromisso com as pessoas, buscava fazer do meu trabalho uma ferramenta que ajudasse a população. Não estou preso a um cargo. Mais importante do que o cargo que possa exercer, é o compromisso que tenho com as pessoas. Não significa abandonar, mas ir a uma esfera onde posso fazer mais e melhor. Acredito que como deputado vou ter condições de ajudar mais a população. Não foi uma coisa que surgiu da minha cabeça ser candidato a deputado estadual. Quando surgiu a oportunidade, conversei com a família, amigos e apoiadores e a maioria disse: vai, que terá nosso apoio. Isso foi muito importante. Tem um ou outro que discorda, que critica, e entendo, compreendo e respeito, mas a maioria tem incentivado. Não é uma batalha fácil, mas acredito que a política carece de renovação, de pessoas que estejam comprometidas de verdade para fazer o trabalho que precisa ser feito. E a região precisa de representatividade, por isso, coloquei meu nome à disposição. As pessoas poderão dar um voto de confiança, não para este ou aquele cargo, mas para que eu possa ampliar o trabalho feito até aqui.

Com o Gabinete Móvel, o senhor tem uma proximidade com a comunidade. Na Assembleia, conseguirá manter essa relação?

Antes de ser vereador já tinha uma relação de proximidade com a comunidade, como vereador, mantive. A proximidade com as pessoas não é algo que está relacionado ao cargo que estou exercendo, faz parte de mim. O gabinete móvel foi premiado no Prêmio Udesc/Esag de Boas Práticas em Gestão Pública, na categoria transparência. O Gabinete Móvel é referência. Várias cidades do Estado realizam gabinete móvel, se espelhando no nosso projeto. Há a vontade de realizar o gabinete móvel regionalmente, para levar aos municípios da nossa região, o nosso trabalho. Vamos manter um gabinete em Lages para atender à comunidade. Quem me conhece e acompanha o meu trabalho, sabe que não sou político de aparecer na época de eleição. Estou trabalhando agora da mesma forma que comecei o mandato em janeiro de 2017. Antes de ser vereador, já tinha contato com as pessoas. O meu contato que acontece através do gabinete móvel, vai continuar e sempre vai existir, esteja eu onde estiver, pois faz parte da minha essência.

O senhor está no primeiro mandato como político, acredita que já tem experiência que o torne apto para ser deputado?

Acredito que sim. Renovação com inteligência, não adianta renovar e não ter preparo. Eu acho que para representar uma região como a nossa, no mínimo tem de conhecer a essência do povo serrano. Eu nasci em Lages, em 1988. Tenho orgulho dessa terra e dessa região. Sei o quanto nossa região é de povo sofrido, que, infelizmente, é sempre deixado de lado em comparação a outras regiões do Estado. Mas, por que isso acontece? Porque nos falta representatividade. Precisamos de maior representatividade no parlamento catarinense. Me sinto preparado por conhecer as características do nosso povo e suas necessidades. De saber que para desenvolver o turismo na região de São Joaquim precisamos concluir a rota Caminhos da Neve. O turismo é a indústria que mais emprega no mundo e a que menos polui, precisamos de infraestrutura oferecida pelo governo e incentivos para que a iniciativa privada possa investir, gerando emprego e renda. Como as pessoas podem saber se o candidato está ou não preparado? Venho de um mandato premiado pelo Boas Práticas, se não me sentisse preparado, não estaria aqui. Tenho vontade de trabalhar, quem acompanha minha carreira até aqui sabe que nunca tive medo de serviço.

Por que o senhor acha que merece o voto dos eleitores?

Pelo trabalho que realizei até aqui. Primeiro porque quebrei a barreira de que político só aparece de quatro em quatro anos. O nosso gabinete móvel nos levou para mais de 70 bairros e as 30 comunidades do interior, colhendo as demandas e cobrando as ações necessárias para que os problemas sejam resolvidos. O compromisso que tivemos até aqui será ampliado nessa condição. Peço a oportunidade, pesquise meu trabalho nas redes sociais. Temos a oportunidade de, no dia 7 de outubro, exercer a democracia, cabe ao povo a escolha e estou colocando meu nome à disposição.

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: