Geral

Limpeza da Caixa d’ água é Lei

Published

em

Foto: Marcela Ramos

Há quanto tempo você não limpa sua caixa d’água? Se fazem mais de seis meses, é bom ficar esperto, pois além de correr o risco de contaminação pela água, também existe uma lei para que essa limpeza seja feita. 

A Lei número 1.893 de 20/11/91/Decreto 20.356 de 17/08/94, exige que a limpeza e a desinfecção das caixas de água sejam realizadas semestralmente, ou seja, duas vezes ao ano. E não pode ser feita por amadores ou pessoas desqualificadas, pois é um serviço que deve obedecer a legislação para trabalhos em altura. 

O Técnico Químico da Dedetizadora Barros, Job Elias Vieira, explica  que estabelecimentos como condomínios residenciais e comerciais têm a obrigatoriedade de fazer a higienização e a desinfecção nos reservatórios. A Lei também pede que seja apresentado um laudo analítico que comprove os padrões de qualidade de água. Além da limpeza, deve ser feito uma análise de água, comprovando que a água está nos padrões de potabilidade.

“Por esse motivo que o serviço deve ser feito por uma empresa de higienização cadastrada na Vigilância Sanitária. Não basta simplesmente contratar alguém que apenas vai esvaziar a caixa e passar um pano, pois as bactérias e vírus podem estar ali, e existe produtos e métodos corretos para realizar isso.” 

Ele também explica que o valor, em média, de uma higienização de reservatório de água é de R$ 140,00 e leva aproximadamente 1h para o serviço ser feito em um reservatório pequeno. “O valor e o tempo dependem do tamanho do reservatório, também do local onde ele está. Por exemplo, a maioria fica em lugares altos”, comenta Job.

Seja empresa, condomínio, residência ou prédio, é importante ter cuidado, pois uma uma simples aberturinha no reservatório, pode ser a entrada para o problema. A contaminação da água pode ser evitada com a manutenção regular, desinfecção, desbacterização, higienização e limpeza.

Falta de limpeza pode causar danos a saúde 

Problemas surgem a partir do armazenamento da água. O sistema está sujeito a visitas indesejadas de ratos, baratas, aves, insetos e outros pequenos animais. Uma delas é a procriação do mosquito da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela, cuja fêmea deposita seus ovos em água limpa e parada, a unidade por causa de rachaduras algas e microrganismos podem se proliferar, bem como a contaminação de insetos, ratos e pombos, expondo sua família ao risco de inúmeras doenças. 

“Encontramos diversos problemas em reservatórios, até mesmo fezes de morcego que por meio desse também pode provocar contaminação na água, que vem ocasionar doenças. Por isso, a importância de manter seu reservatório limpo e bem fechado”, complementa o técnico.  Além desses cuidados, ele também explica que a própria água pode trazer problemas, devidos a sujeira que pode acumular no fundo do reservatório. “Por tubulação e manutenção que fazem na rede, a água traz pelos canos. E pode haver algas, fungos e bactérias. Que também podem provocar problemas a nossa saúde.”

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com