Geral

Lideranças se unem para abertura de nova ala do hospital

Published

em

Foto: Susana Küster

A nova ala do Hospital Tereza Ramos (HTR), que começou a ser construída em 2013 e era para ter sido concluída em 2015, foi tema de reunião na sexta-feira (25), na Secretaria de Estado da Saúde, em Florianópolis. Uma das informações do encontro é de que a nova ala abrirá de forma gradativa, e que terá 10 leitos de UTI e 46 leitos de internamento. A previsão é de que a estrutura seja inaugurada no início do segundo semestre do ano que vem. 

Várias lideranças políticas estiveram na reunião, entre elas, a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania). Ela afirma que, através de uma emenda parlamentar, encaminhará R$ 10 milhões ao HTR. “Será em forma de custeio, assim a Secretaria de Estado da Saúde, fará os investimentos necessários para concluir a obra, que é tão importante para Lages e região.”

Ela conta que pediu ao secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, que a estrutura seja realmente aberta no início do segundo semestre de 2020, como prometido pelo governo estadual. “O objetivo deles é inaugurar no máximo em agosto do ano que vem.”

Uma das pendências para abrir a nova estrutura do hospital é a conclusão de uma auditoria, que poderá encontrar irregularidades na obra. Segundo o vereador Maurício Batalha (Cidadania), foi divulgado na reunião que o prazo de recurso da licitação está expirando e quando terminar, a empresa que vencer o certame poderá iniciar o processo de auditoria. Porém, não foi informado uma data aproximada de quando isso irá acontecer.

O vereador diz que o secretário estadual da saúde não informou como será a contratação dos funcionários que trabalharão na nova ala. “Ele só disse que três estudos estão sendo realizados para a admissão dos novos funcionários. Além disso, falta equipamentos e móveis para a nova ala funcionar.”

Outro ponto levantado durante o encontro foi sobre o custo da conta de energia elétrica do novo bloco do hospital. A deputada federal Carmen Zanotto conta que se o hospital fizer um projeto, poderá buscar uma emenda parlamentar para ajudar no custeio de instalação de placas de energia solar. “Também é preciso que o refeitório do hospital seja aumentado, devido aos novos funcionários que serão contratados, destaca Carmen.”

Através da assessoria de imprensa, a Secretaria de Estado da Saúde declara que não há o que ser comentado sobre a reunião por parte do governo estadual.

Algumas lideranças que participaram da reunião:

O secretário de Estado de Saúde, Helton Zeferino; o vice-prefeito de Lages, Juliano Polese (PP); a deputada estadual Carmen Zanotto (Cidadania); a diretora executiva do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Amures, Nalú Terezinha Júlio; o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Marcos Tortelli; presidente da Associação Empresarial de Lages (Acil), Sadi Montemezzo; o presidente da União de Associações de Moradores, Antônio Carlos Costa, e, os vereadores, Vone Scheuermann (MDB), Pedro Figueiredo (PSD), Osni Freitas (PDT), Lucas Neves (Progressistas), e Maurício Batalha Machado (Cidadania).

Sobre o novo prédio

A parte física do novo prédio do Hospital Tereza Ramos teve um custo de R$ 86 milhões, pagos pelo Governo do Estado, por intermédio do programa Pacto da Saúde. As passarelas que ligam a nova e a antiga ala custaram R$ 3.174.552,81. Os móveis foram adquiridos por R$ 1.392.077,00. Uma licitação de R$ 11 milhões foi para a compra de aparelhos, como instrumentos médicos e outros itens. Será preciso contratar 900 funcionários para trabalhar na nova ala.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com