Notícias

Lages já apresenta pontos de alagamento

Published

em

Foto: Andressa Ramos

Ronei Ramos Athayde, de 48 anos, foi um dos primeiros a perceber os efeitos da chuva em Lages, na Serra Catarinense. Dono de uma borracharia há quatro anos e morando há 15 anos no mesmo endereço, é a primeira vez que ele vê a água chegar perto de sua casa.

Segundo ele, a culpa é de uma obra que foi executada por alguém da comunidade. Cada vez que aumenta a intensidade da chuva, Ronei e sua esposa Jucélia Silva Pereira Athayde que é dona de uma sala de costura, se preparam para salvar seus objetos.

O Bairro Bom Jesus onde Ronei mora, foi o primeiro impactado. Apesar da chuva começar às 2 horas da madrugada desta quinta-feira (30), só pela manhã que os moradores perceberam. A Defesa Civil atuava desde as primeiras horas pelos bairros. Perto dali, nos Bairros Caça e Tiro, Habitação e Várzea, as pessoas já se organizavam para saírem de seus lares.

No Bairro São Sebastião, dona Rosa de Fátima Ribeiro Costa, que mora há 40 anos no mesmo endereço, reclama dos constantes alagamentos, principalmente depois dos grandes empreendimentos construídos na região. Segundo ela, toda água foi direcionada para a rua onde vive. Gilberto Oliveira, de 42 anos, mora há 20 no Bairro Passo Fundo. Sua casa já foi construída com palanques e mais alta, devido aos frequentes capítulos de chuva por que passam.

No Bairro São Sebastião, dona Rosa de Fátima Ribeiro Costa, que mora há 40 anos no mesmo endereço, reclama dos constantes alagamentos

Previsão do tempo

Segundo o engenheiro agrônomo da Climaterra, Ronaldo Coutinho, Lages será uma das cidades mais afetadas. A previsão indica um volume de 100 milímetros de chuva até hoje. “Será o suficiente para trazer transtorno”. A chuva deve amenizar no sábado de manhã. E o sol deve voltar na segunda-feira à tarde.

É falso!

A Defesa Civil de Santa Catarina esclarece que as informações que estão circulando em redes sociais (Fake News) sobre um forte ciclone no Litoral Sul de SC para essa sexta-feira (31) e sábado 1º são falsas.

A previsão até o dia 1º indica altos volumes de chuva com temporais isolados, devido a influência de um sistema de baixa pressão sobre o Estado. Para sexta-feira (31) e o sábado (1º) acumulados em torno de 40 mm a 70 mm para as regiões Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral Norte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

clique para comentar

Deixe uma resposta