Geral

INSS Lages disponibiliza telefones de plantão

Published

em

Por causa das muitas reclamações de segurados referente às dificuldades de acesso ao Meu INSS, aplicativo ou site que deveria estar funcionando durante o período de quarentena, a gerente da Agência da Previdência Social (APS) de Lages, Priscila Wolff esclarece sobre os serviço oferecidos on-line. 

Ela informa que os agendamentos para as perícias médicas são as campeãs da lista, que tem ainda auxílio-doença entre outros procedimentos. 

Priscila também explica que agência de Lages disponibiliza plantão telefônico: (49) 2102-2554 de segunda a sexta-feira das 8 às 14h, destinado exclusivamente a prestação de esclarecimentos aos segurados e beneficiários quanto à forma de acesso aos canais de atendimento remotos.

“Estamos disponibilizando também plantão do Serviço Social, para informações sobre Benefício de Prestação Continuada (BPC), Avaliação Social e Socialização de Informações Individual, através do telefone: (49) 2102-2566 de segunda a sexta-feira das 8 às 10h. 

Ferramenta para encaminhar o atestado

Agora, o segurado já pode enviar o atestado médico diretamente pelo Meu INSS (computador ou aplicativo para celulares) para ser avaliado pela perícia ou acessar inss.gov.br.

Se já usa o aplicativo, basta baixar a atualização que já está disponível. Caso não tenha o App, basta baixar. Disponível para Android e iOS. 

Em caso de dúvidas, os segurados podem entrar em contato pelo telefone 135, que funciona de segunda a sábado, de 7h às 22h.

Requisição de benefício sem perícia

Portaria Conjunta nº 9.381, publicada nesta terça-feira (7) no Diário Oficial da União, disciplina a antecipação de um salário-mínimo para os segurados que têm direito ao auxílio-doença, autorizada pelo art. 4º da Lei n°13.982/2020. O benefício terá duração máxima de três meses, contados a partir da data do início do benefício. 

A concessão se dará sem a realização de perícia médica, enquanto perdurar o regime de plantão reduzido de atendimento nas Agências da Previdência Social. Para solicitar o auxílio-doença, o segurado deve anexar atestado médico junto ao requerimento, mediante declaração de responsabilidade pelo documento apresentado, por meio do portal ou aplicativo Meu INSS.

Todos os atestados serão submetidos à análise preliminar pela Subsecretaria da Perícia Médica Federal da Secretaria de Previdência, e pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

“O atestado médico deverá ser legível e sem rasuras e deverá conter as seguintes informações: assinatura e carimbo do médico, com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM); informações sobre a doença ou a respectiva numeração da Classificação Internacional de Doenças (CID); e prazo estimado do repouso necessário”, explica a gerente.

Importante destacar que a concessão do auxílio-doença continuará considerando os requisitos necessários, como carência, para que o segurado tenha direito ao benefício. 

Caso o valor do auxílio-doença devido ao segurado ultrapasse um salário-mínimo, a diferença será paga posteriormente em uma única parcela.

Prorrogação

O beneficiário poderá pedir a prorrogação da antecipação do auxílio-doença, com base no prazo de afastamento da atividade informado no atestado médico apresentado inicialmente ou mediante envio de novo atestado médico. No entanto, o prazo total não poderá ultrapassar os três meses.

Perícia Médica

O segurado poderá ser submetido à perícia médica, após o término do regime de plantão reduzido nas agências da Previdência Social, nos seguintes casos: quando o período de afastamento da atividade, incluídos os pedidos de prorrogação, ultrapassar o prazo máximo de três meses; quando houver necessidade na conversão da antecipação em concessão definitiva do auxílio-doença; ou quando não for possível conceder a antecipação do auxílio com base no atestado médico por falta de cumprimento dos requisitos exigidos na portaria.

Os prazos para agendamentos de perícia inicial e de solicitação de prorrogação não foram suspensos, devendo o segurado requerer através da central de atendimento 135 ou através do app/site Meu INSS.  

Pedidos de benefícios podem ser feitos sem sair de casa

Em atendimento às orientações do Ministério da Saúde, quanto à prevenção ao Covid-19 (Coronavírus), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ressalta que os segurados podem ter acesso aos serviços ou pedir um benefício do INSS diretamente pela Internet.

Basta acessar o Meu INSS através do gov.br/meuinss ou ligar para a Central 135, que funciona de segunda a sábado de 7h às 22h horas. A fim de resguardar a saúde e segurança dos cidadãos, o atendimento presencial no INSS foi suspenso até 30 de  abril.

OAB/SC denuncia grave colapso previdenciário

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Santa Catarina, vem a público externar sua preocupação com os segurados do INSS, principalmente durante o período de pandemia do Covid-19.

Em nota oficial, a entidade denuncia que as longas filas virtuais para atendimento nas agências estão gerando graves danos à dignidade e à subsistência de idosos, pessoas com deficiência e doentes, população ainda mais vulnerável nas circunstâncias atuais.

A OAB/SC alerta que, com o fechamento das agências e o cancelamento das perícias agendadas, houve a promessa de adequação dos canais de atendimento para permitir o envio da documentação médica para realização de perícias indiretas, fato ainda não concretizado.

Na última semana, a situação foi ainda mais agravada. Com 120 mil ordens judiciais de concessão de benefícios expedidas pela Justiça Federal pendentes de cumprimento na Região Sul, o INSS firmou acordo com a Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 4ª Região e obteve novo prazo, de 25 dias úteis, para dar início ao seu cumprimento.

Conforme relatos à OAB/SC, há casos em que o segurado esperava por até seis meses o pagamento de seu benefício, concedido por decisão judicial, e mesmo assim houve descumprimento pelo INSS – e a isso é acrescido agora o prazo de 25 dias úteis.

 

1 Comentário

1 Comentário

  1. Rudney baptista

    12/04/2020 at 17:16

    Bom saber disso, pois estou esperando desde novembro de 2019 , pois ganhei a causa na justiça federal, até agora o INSS , não né enviou a carta de concessão, e bem deu uma satisfação

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto:
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: