Economia e Negócios

Implantação de rota cênica será discutida em Lages

Published

em

Mirante da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra Foto: Arquivo CL

A proposta da criação de uma rota cênica, integrando Serra, Sul e Litoral catarinense é discutida há anos. No dia 26 de março, encontro técnico será realizado na Amures, em Lages, para discutir o tema. Serão convidadas as lideranças regionais, municipais, empresários, comunidade e até representantes da indústria que possam ser parceiros e possíveis investidores no projeto.

O foco da reunião será a proposta defendida por Ana Vieira, (assessora de Turismo da Amures) de fatiar o projeto por regiões,  segmentos e municípios, o que facilitará a obtenção dos recursos necessários para as obras de infraestrutura. 

Essa será a segunda reunião em março. No início do mês, representantes da Instâncias de Governança Regional Encantos do Sul, Caminho dos Canyons e Serra Catarinense estiveram Santur em Florianópolis, para tratar sobre a criação da Rota Cênica Serra-Mar. 

Ana Vieira, reforçou o caráter integrativo do projeto. “Do ponto de vista estrutural, são regiões mais frágeis. Então precisamos de um olhar diferenciado e apoio para iniciativas como essa”, frisou.

Ela Também explicou que foi solicitado para os organizadores dos projetos dividirem por partes, para facilitar a forma de trabalhar por municípios e por regiões turísticas. “É um projeto muito grande e com isso ele é muito caro.

Fatiando os municípios, cada um consegue fazer sua tarefa. Aquilo que se refere ao município, ele pode trabalhar com parcerias ou um plano de ação, para tentar executar essas ações.  O que se refere ao estado, o governo terá que providenciar a parte dele, por meio de emendas e captação de recursos.”

A Serra Catarinense possui a maior área cênica, com serras (Rio do Rastro e do Corvo Branco), canyons e mirantes. “A defesa das serras é a primeira ação que as três regiões estão batalhando.

O estado precisa olhar com mais cuidado para nossas serras, principalmente ao que se refere a infraestrutura básica. Até porque temos novos empreendimentos surgindo nesse trajeto da Rota cênica, que vão compor a estrada de turismo. Já repassamos à Santur quais são as nossas necessidades, o Estado se comprometeu a pagar o projeto e nos ajudar na captação e execução”, conclui Ana. 

 

O que já foi feito

A presidente da Santur, Flavia Didomenico, salienta o papel da agência como interlocutora junto aos outros órgãos de Governo. Em novembro do ano passado, a Santur firmou um acordo de cooperação com a empresa Biosfhera Empreendimentos Ambientais para a execução do projeto Rotas Cênicas Catarinenses.

A iniciativa prevê que sejam estabelecidas ações conjuntas para impulsionar o turismo por meio da estruturação de caminhos que apresentem belezas naturais, culturais, históricas, recreativas e arqueológicas e possam ser desfrutados pelo visitante.

Na reunião em Florianópolis, o representante da empresa, Luiz Henrique Gevaerd, fez uma apresentação ao grupo sobre o projeto, que inclui visitas técnicas, capacitações e formação de equipes, entre outras diretrizes.

O fase piloto inclui as regiões Serra Catarinense, Fronteira e Litoral além do Geoparque Caminho dos Cânions do Sul, mas futuramente deverá envolver todas as regiões de Santa Catarina.

 

Foto 8 

Foto: Mirante da Serra do Rio do Rastro, Bom Jardim da Serra

Crédito: /Suzani Rovaris 

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com