Conecte-se a nós

Notícias

Há 30 anos Jocemara procura sua irmã Ana

Published

em

Lages, 20/06/2010, Correio Lageano

 


Jocemara Rejane de Oliveira Pereira, 50 anos, nasceu dia 9 de outubro de 1959, em Bom Jesus, Rio Grande do Sul. Desde os 7 anos não vê sua irmã, Ana Lúcia de Oliveira Pereira. Os pais, depois de 10 anos juntos se separaram. E logo depois, a mãe, Maria Lurdes Oliveira Pereira, doou os dois filhos mais novos.


Os quatro irmãos nasceram em Bom Jesus, a mãe já faleceu e o pai João Maria Melo Pereira pouco sabe das adoções. Mesmo antes de morrer, Maria não quis contar para quem tinha doado Ana. O outro filho adotado, Antônio de Oliveira Melo, 45 anos, foi encontrado pela irmã Jocemara há 15 anos. “Quero muito encontrar minha irmã, preciso ver, tocar e sentir ela. Sinto saudades”, desabafa.


A única coisa que Jocemara conseguiu descobrir da irmã, é que a família que adotou Ana era simples e na época, em 1966, moravam em Lages, perto do Hospital Geral  Tereza Ramos. “A única coisa que meu pai sabe e que me contou, é que o chefe da família trabalhava no ramo de trem”, conta.


Quando Ana foi adotada, a família morava em Lages, já seu irmão Antônio foi adotado no Rio Grande do Sul. Segundo ela, isso dificulta bastante, pois além de não ter muitas pistas da irmã, ela mora hoje em Porto Alegre. “Minha mãe contou mais coisas do meu irmão, foi mais fácil encontrar ele, já minha irmãzinha está difícil de achar”, salienta.


Jocemara conta que não se lembra de muitas coisas da irmã, pois na época da adoção tinha apenas 7 anos, e pede ajuda da comunidade lageana. O telefone para contato é o (51) 9133-4242 e (51) 3442-2287 com sua amiga Nilda. “Uma das coisas que lembro dela é que não gostava de macarrão, achava que era minhoca”, diz ela.

 


Fotos: Divulgação

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: