Coronavírus

Governo dá indícios de antecipação da abertura do Hospital Tereza Ramos

Published

em

Em fevereiro, governador anunciou que o novo bloco será ativado parcialmente em agosto Foto: Jordana Boscato/ArquivoCL

Em fevereiro desre ano, última vez que esteve em Lages, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, anunciou a abertura parcial da nova ala do Hospital Tereza Ramos para o dia 14 de agosto.

Com a pandemia do novo coronavírus, o governo dá indícios de antecipar esse prazo para o mês de maio. O novo prazo não foi confirmado pela assessoria de imprensa do Estado.

Mas, ontem, técnicos do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) realizaram vistoria no prédio para liberação de novos leitos de UTI para atender, especialmente, pacientes da Covid-19.

Segundo a regional de Lages do IMA, inicialmente, serão abertos 28 leitos de UTI com respiradores e, na sequência, mais 46 de internamento.

Além disso, está aberto processo seletivo para contratação de 20 médicos e demais servidores profissionais de enfermagem.

A equipe do IMA esteve no local para analisar a infraestrutura e o cumprimento de todas as exigências para a concessão da Licença Ambiental de Operação (LAO), necessária à ampliação da estrutura.

De acordo com o coordenador da Regional do IMA em Lages, Fernando Sommariva, a licença deve ser emitida nos próximos dias.

“Agilizamos o processo, cientes da urgência de liberação da nova ala e também porque verificamos que todos os requisitos ambientais para a emissão da licença foram atendidos.”

A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informou ao Correio Lageano que a ala nova do Hospital Tereza Ramos está sendo ampliada e ativada para que tenham leitos de unidades intensivas (UTI) e de enfermaria.

“Temos nove leitos disponibilizados na ala antiga. A Secretaria de Estado da Saúde vai ativar essas alas de forma progressiva. É um pleito antigo da comunidade local”, diz a nota. 

O Governo do Estado enfatiza que encaminhou as ações feitas nos hospitais de Lages e ampliou de 10 para 19 os leitos de UTI no Tereza Ramos.

No Hospital Nossa Senhora do Prazeres, o governo diz que elevou o repasse para a instituição, que é filantrópica. O hospital passa a receber R$ 450 mil/mês, até o fim do ano. 

Além disso, a pedido do Estado, o hospital criou 10 novos leitos de UTI e o governo pagará pelo uso desses leitos. No Hospital Infantil Seara do Bem, o repasse também aumentou. A instituição vai receber R$ 450 mil/mês até o fim do ano.  

Como é o novo bloco do HTR 

A nova ala do Hospital Tereza Ramos (HTR) tem mais de 26 mil metros quadrados, e é constituída por cinco andares. Começou a ser construída em 2013 e era para ter sido concluída em 2015. Agora, a previsão é para que a estrutura abra a partir do dia 14 de agosto deste ano.

A parte física do novo prédio do Hospital Tereza Ramos teve um custo de R$ 86 milhões, pagos pelo Governo do Estado por intermédio do programa Pacto da Saúde. Já as passarelas, que ligam a nova e a antiga ala, custaram R$ 3.174.552,81.

Os móveis foram adquiridos por R$ 1.392.077,00. Além disso, foi realizada licitação de R$ 11 milhões para a compra de aparelhos, como instrumentos médicos e outros itens. 

Com a ampliação, o hospital deve se tornar um dos mais modernos do Estado e melhorar o seu trabalho como centro de referência para o tratamento de câncer.

Hoje, são 10 leitos de UTI que atendem a uma população de 800 mil pessoas. Com a ampliação, as vagas serão triplicadas, assim como as vagas de leitos normais, número de cirurgias com a abertura de um novo centro cirúrgico, com 10 salas e atendimento de urgência e emergência.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com