Turismo

Frio e sensação térmica negativa durante o dia

Published

em

Angela e Murilo viajavam de Lages para Criciúma quando viram a árvore que congela e pararam para fotografar - Fotos: Núbia Garcia

A sexta-feira (5) amanheceu nublada em São Joaquim, na Serra Catarinense, e o dia parecia propício para que a previsão de neve se concretizasse. Desde o início da manhã, a movimentação de turistas que queriam sentir frio e ver a neve era grande na cidade.

Em épocas de muito frio, especialmente quando há previsão de neve, a pacata cidade fica irreconhecível. Além do grande número de pessoas circulando pelas ruas, até fila de veículos se formou nos acessos à cidade.

Por volta do meio-dia, o céu começou a se abrir, dando lugar para uma tarde ensolarada, mas gélida. Mesmo sem neve, os turistas não desanimaram e compareceram em peso às praças João Ribeiro e Cesário Amarante. A segunda acabou tendo um fluxo de visitas muito maior, por causa da árvore que congela. Todos queriam ver e fotografar os galhos envoltos pelo gelo.

Janaína Bezerra, 46 anos, saiu com a família de Recife, em Pernambuco, para passar férias em Santa Catarina. Depois de passear por Penha e Balneário Camboriú, no Litoral Catarinense, ela, o esposo, os dois filhos, a irmã, o cunhado e dois sobrinhos se deslocaram para o interior guiados pela previsão de neve.

“Quando saímos de Pernambuco, na semana passada, a temperatura estava em torno de 25ºC, o que já é frio para a gente. Estamos hospedados em Urubici e viemos a São Joaquim porque queremos passar frio de verdade. As crianças estão encantadas,” brinca Janaína.

A dona de casa Maris Santos, 52 anos, chegou à cidade acompanhada do marido Valdir Pereira, 63 anos, e da enteada Adnajara Pereira, 33 anos. A família é de Itapoá, no noroeste de Santa Catarina, e visitou São Joaquim pela primeira vez. “É maravilhosa! A cidade é tudo e mais um pouco do que disseram pra gente”, comenta Maris.

A estudante Laura Batalha, 36 anos, chegou a São Joaquim acompanhada dos filhos João, 13 anos, e Miguel, 5 anos; do namorado Márcio Cristiano, 41 anos, e da prima Rose Ferreira da Silva, 37 anos. Laura, os filhos e a prima são de Rondonópolis, no Mato Grosso, mas moram em Florianópolis há quase um ano. Márcio é de Maringá, no Paraná, mas mora há duas décadas na capital catarinense.

Eles chegaram à Serra na sexta-feira para passar o fim de semana. “No Mato Grosso a gente tem dias com 40ºC. Por isso, quando soubemos da previsão do tempo, viemos para cá pra ver a neve,” conta Laura.

O casal Angela Tomasi, 22 anos, e Murilo Souza, 22 anos, é de Criciúma, mas mora em Lages. Nesta sexta-feira, se deslocava da Serra para o Sul quando passaram por São Joaquim, viu a árvore que congela, e parou para fotografar.

“Sou militar, trabalhei aqui na cidade por um ano inteiro, em 2017, e nunca tinha visto a árvore que congela. É muito interessante. Quanto mais frio, melhor para o turismo da região, comenta Murilo, admitindo que achou a árvore muito bonita, mas que estava passando frio, por não estar suficientemente agasalhado.

Frio foi intenso

De acordo com informações da Estação Meteorológica Climaterra, durante a tarde, a temperatura se manteve em torno de 1,7ºC, com sensação térmica de 3,6ºC negativos, para deleite dos apaixonados por frio.

Na Climaterra, a máxima do dia foi de 3,4ºC positivos. Até o fechamento da matéria, a previsão de neve não havia se concretizado, contudo, os meteorologistas não descartavam a possibilidade de precipitação até a manhã de sábado (6).

Festival de Inverno começou na sexta-feira

O primeiro fim de semana com previsão de neve deste ano contribuiu para que São Joaquim fomente o Festival de Inverno de 2019, que se iniciou na sexta-feira (5), com a abertura do 2º Rally Caminhos da Neve, simbolizando a largada da competição, que teve saída do Parque Nacional da Maçã.

De acordo com a secretária de Turismo do município, Adriana Schlichting de Martin, a programação do evento foi pensada para que aconteça todos os finais de semana do mês de julho, com intuito de fomentar o turismo da cidade.

“A gente se preparou para alavancar o turismo durante todo o mês e, coincidentemente, houve esta previsão de frio intenso justamente no fim de semana de abertura do Festival, para nossa sorte”, comenta.

Somente neste fim de semana acontecem a 11ª Trilha da Maçã e do Vinho; o 1º Encontro de Carros Antigos; o Dia de Cooperar – promovido pelo Sesc, em parceria com a Cooperativa Frutas de Ouro; a 5ª Batalha de Rap da Concha; o 3º Rock Festival; e o concurso “A Mais Bela Adolescente”, do Clube Astréa.

A expectativa da secretaria é de que, durante todo o fim de semana, pelo menos, cinco mil pessoas passem pela cidade. Na manhã de sexta-feira (5), havia 1,5 mil leitos ocupados, entre oficiais e pousadas alternativas. A previsão de neve fez mais que dobrar o número de hospedagens alternativas cadastradas junto à Secretaria de Turismo, saltando das habituais 400 para cerca de mil.

Atendimento especial em virtude do frio

Para bem atender aos turistas que passam pela cidade nestes dias, a Casa do Turista ficará aberta entre sexta-feira e domingo, ininterruptamente. Assim, todas as pessoas que visitarem a Praça Cesário Amarante terão um local para descansar e se aquecer enquanto esperam pela neve.

“A gente vai ficar aqui esperando os turistas, para que o pessoal que estiver na praça tenha onde tomar um chá ou um café para se aquecer antes de voltar para o seu hotel ou hospedagem, e para que possa curtir o frio sem passar mal”, comenta Adriana.

Além disso, os turistas contam com outros dois espaços destinados a atendê-los: a Casa do Papai Noel, na Praça João Ribeiro, e o Centro de Informações Turísticas, também na Praça Cesário Amarante.

Além de oferecer um atendimento especial aos turistas, a prefeitura também oferece suporte para as pessoas em situação de rua ou de vulnerabilidade social. Para receber estas pessoas nos dias de frio mais intenso, Defesa Civil e Secretaria de Assistência Social montaram um alojamento na Escola São José, localizada no Bairro Três Pedrinhas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Programação Festival de Inverno 2019

Sábado (6 de julho)

  • 8 horas: Largada 11ª Trilha da Maçã e do Vinho (Auto Posto da Serra)
  • 9 horas: 1º Encontro de Carros Antigos (Praça Cesário Amarante)
  • 14 horas: Recreação Sesc (Praça Cesário Amarante)
  • 15 horas: 5ª Batalha da Concha – Batalha de Rap (Praça João Ribeiro)
  • 17h30: Início 3º Rock Festival (Praça João Ribeiro)
  • 17h50: Israel Rodrigo (3º Rock Festival)
  • 18h40: Quatro Quartos (3º Rock Festival)
  • 19h30: Antítese (3º Rock Festival)
  • 20h20: From Nothing (3º Rock Festival)
  • 21 horas: Dark New farm (3º Rock Festival)
  • 22 horas: A Mais Bela Adolescente (Clube Astréa)

Domingo (7 de julho)

  • 9 horas: 1º Encontro de Carros Antigos (Praça Cesário Amarante)
  • 15 horas: Premiação 2º Rally Caminhos da Neve
  • 15 horas: Cinema do Sesc (caminhão na Praça Cesário Amarante)

Sábado (13 de julho)

  • 23h30: Baile da Neve (Clube Astréa)

Domingo (14 de julho)

  • 15 horas: Receptivo na Casa do Turista
  • 15 horas: Cinema do Sesc (Casa do Turista)

Sexta-feira (19 de julho)

  • 23h59: Baile com Portal Gaúcho (Pavilhão III do Parque Nacional da Maçã)

Sábado (20 de julho)

  • 8 horas: 1ª Cavalgada de Inverno (Parque Nacional da Maçã)

Domingo (21 de julho)

  • 15 horas: Cinema do Sesc (Casa do Turista)

Sexta-feira (26 de julho)

  • 16 horas: Início da 4ª Mateada da Serra
  • 18 horas: Festival das Cervejarias da Serra Catarinense
  • 18 horas: Festival de Vinhos de Inverno
  • 18 horas: Invernada Artística da Terceira Idade
  • 18h30: Artur Camargo Oliveira (Acordeon)
  • 18h40: Grupo de Danças Gaúchas Portela
  • 19 horas: Invernada Artística CTG Minuano Catarinense
  • 19h45:Sarau de Poesia
  • 22 horas: Lançamento CD “Regresso”, de Arthur Mattos
  • Obs.: Atividades no Pavilhão de Exposições do Parque Nacional da Maçã

Sábado (27 de julho)

  • 14 horas: 1º Arte Show da Escola de Música Seiferts (ao lado da Igreja Matriz)
  • 14 horas: Oficina de Desenho, com professor Geanderson Carvalho
  • 15 horas: Gymnopeduo (Lages) – Acordeom e Flauta Transversal
  • 15h40: Apresentação dos Alunos
  • 17 horas: Stand-up professor Sérgio Zanchi
  • 17h30: Apresentação dos Professores

Pavilhão de Exposições do Parque Nacional da Maçã

  • 18 horas: Festival das Cervejarias da Serra Catarinense
  • 18 horas: Festival de Vinhos de Inverno
  • 18 horas: Trio de Corda
  • 19 horas: Finalistas Festival da Canção
  • 20 horas: Anjos de Plantão
  • 21 horas: Sara e Douglas
  • 22 horas: The Zorden

Domingo (28 de julho)

  • 15 horas: Cinema do Sesc (Casa do Turista)
  • 17 horas: Festival das Cervejarias da Serra Catarinense
  • 17 horas: Festival de Vinhos de Inverno
  • 17 horas: Balé do Dinâmico
  • 17h30: Balé do Sesc
  • 18 horas: Alunos de Violão do Sesc
  • 19 horas: Coral Unesc
  • 20 horas: Seifert’s
  • 21 horas: Malbec Trio

Obs.: Atividades no Pavilhão de Exposições do Parque Nacional da Maçã

Anúncio
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Calor negativo e frio no dia – CLMais

Deixe uma resposta