Notícias

Em Lages, cerca de 2% dos trabalhadores não sacaram abono 2016

Published

em

Prazo para saque do PIS ano-base 2016 encerr-se sexta - Foto: Núbia Garcia

Trabalhadores de todo o Brasil têm até sexta-feira (28) para sacar o Abono Salarial ano-base 2016. O limite para este saque era 29 de junho, porém, por meio de uma resolução, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) autorizou a prorrogação para a última sexta-feira de 2018.

Em todo o Brasil, cerca de 7,5% dos trabalhadores com direito ao recurso ainda não sacaram o dinheiro. Em Lages o percentual de saques a efetuar é bem menor: somente cerca de 2% dos trabalhadores ainda não retiraram o benefício. Os abonos que não forem sacados até a data limite serão revertidos para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

De acordo com o gerente-geral da Caixa Econômica Federal em Lages, Tommy Pretto, têm direito ao abono quem trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Também é preciso que, neste período, o trabalhador estivesse inscrito, há pelo menos cinco anos, nos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Pretto explica que a média salarial é calculada levando em consideração o pagamento do 13º salário, adicionais por insalubridade e noturno, e horas extras, dentre outros. “Tudo é somado e dividido pela quantidade de meses que a pessoa trabalhou. Se o valor for de até dois salários mínimos por mês trabalhado, o trabalhador tem direito ao abono proporcional a quantidade de meses trabalhados”, explica.

Quita Fácil

Outro prazo que se encerra nesta sexta-feira (28) é para os clientes que pretendem usufruir dos benefícios da campanha Quita Fácil. A ação é voltada para clientes pessoa física (CPF) e pessoa jurídica (CNPJ) com contratos de crédito em atraso.

A campanha oferece descontos que poderão ser de até 90% sobre o valor original da dívida, nos casos de renegociação e pagamento à vista. A negociação é válida para contratos com, no mínimo, 365 dias de inadimplência.

Segundo Pretto, o objetivo da ação é auxiliar os clientes a administrarem suas finanças para começar o ano sem dívidas. “A caixa entende que tem certos contratos que já não têm mais tanta chance de reverter a inadimplência total. Então, ao invés de perder tudo, fazemos esta negociação e recuperamos pelo menos uma parte da dívida. É vantagem para a Caixa e também para o cliente, que tem seu nome retirados dos cadastros restritivos”, explica.

Prova de vida

A Caixa Econômica Federal de Lages alerta a população sobre a prova de vida que aposentados e beneficiários do INSS precisam fazer anualmente. “Muitos clientes têm nos procurado alegando que querem fazer a prova de vida porque tiveram a errônea informação de que há um prazo para que isso seja feito e estão com medo de perder seus benefícios. Mas isso não é verdade”, comenta Pretto.

Segundo o gerente-geral da Caixa em Lages, não existe uma ação global para efetuação da prova de vida. Ou seja, cada beneficiário tem um prazo próprio para se apresentar à instituição. Este prazo é informado sempre quando o beneficiário faz seu saque mensal, por meio de mensagem na tela do caixa eletrônico ou impressa no extrato/comprovante de saque. “Se o cliente não recebeu esta informação por estes canais, não precisa procurar a Caixa, pois não está no seu prazo para fazer a prova de vida”, completa.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Em Lages, cerca de 2% dos trabalhadores não sacaram abono 2016 – Correio Lageano – Clazoom

Deixe uma resposta