Segurança

Criminosos estão aplicando o golpe da emissão do Passaporte

Published

em

Foto: Divulgação

O golpe começa quando a pessoa digita no Google “tirar passaporte” e o primeiro resultado da busca é acionado. A pessoa paga R$ 99 reais e acha que é referente à emissão, mas na realidade refere-se à assessoria que não é disponibilizado pela Polícia Federal (PF). A informação é de que pessoas já se queixaram na PF. No Procon de Lages, ainda não houve registro.

Dessa forma, pelo período de férias, no qual a solicitação de emissão do documento de passaporte aumenta, a Polícia Federal esclarece que as informações detalhadas sobre o procedimento para a obtenção do documento, bem como todas as orientações necessárias aos usuários, estão disponíveis, gratuitamente, em seu site oficial. 

Assessoria não vinculada

O portal em questão se apresenta como não possuindo vínculo com a Polícia Federal ou com qualquer órgão público, sendo de serviço privado e assessoria particular independente e especializado na solicitação do Passaporte Brasileiro perante a Polícia Federal. Diz também que presta auxílio aos clientes em todos os trâmites de solicitação do passaporte e, por essa assessoria, cobra uma taxa de R$ 99,00. O usuário que solicitar seu passaporte através dessa intermediação, acaba tendo dois custos: o primeiro de R$ 99,00 (assessoria) e o segundo de R$ 257,25 (da taxa do passaporte comum) totalizando um valor de R$ 356,25. 

Portanto, para que o requerente não pague taxas extras desnecessárias com serviços inócuos, aconselha-se que a solicitação de passaportes seja feita, exclusivamente, no site da Polícia Federal, através do endereço eletrônico www.pf.gov.br. A Polícia Federal não possui qualquer responsabilidade sobre eventual assessoria prestada por terceiros.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com