Conecte-se a nós

Entretenimento

Conselho vai desenvolver a cultura lageana

Published

em

Lages, 19 e 20/06/2010, Correio Lageano

 


A criação do Conselho Municipal de Cultura de Lages foi o tema de uma audiência pública que aconteceu nessa semana, no Plenário Nereu Ramos da Câmara de Vereadores. O Conselho tem como objetivo reunir todas as pessoas ou entidades que tenham ligação com a área cultural do município.

 


A audiência serviu para esclarecer os motivos da implantação do Conselho, mostrando a sua importância para o desenvolvimento da cultura do município, através de várias pessoas ligadas à cultura, que falaram de suas experiências na área. A proposta é de que haja 14 cadeiras, divididas igualitariamente entre o governo e a sociedade civil (reservadas principalmente para pessoas que trabalhem diretamente com a cultura). De acordo com dados revelados pela Comissão Provisória de Cultura, 1180 pessoas trabalham com a cultura em Lages e atendem uma demanda de mais de 100 mil pessoas, representado cerca de 60% da população lageana.

 


O presidente da Comissão Provisória de Cultura de Lages, Gilson Máximo de Oliveira, afirmou durante a audiência que este é um momento histórico para o fomento da cultura em nosso país, e que Lages deve aproveitar esta condição favorável para desenvolver sua cultura. “O Conselho pode dar suporte financeiro para as instituições culturais”, salientou. O presidente da Comissão alertou que a implantação do Fórum Permanente de Cultura vai garantir o funcionamento do Conselho, “será uma garantia de que se trabalhe com as questões culturais mais importantes para a sociedade”.

 


A proponente da audiência, vereadora Neusa Zangelini, comentou que a cultura não pode ser entendida como algo isolado. “A cultura é um estímulo para a economia. Precisamos compreender que isso não é gasto, é investimento”, ressaltou a vereadora. Zangelini se comprometeu com a aprovação do projeto de lei de criação do Conselho, quando este chegar à Câmara de Vereadores.
A superintendente da Fundação Cultural de Lages, Sirlei Bordin, acredita que a criação do Conselho será de fundamental importância para a comunidade lageana. Presidindo a sessão, o presidente da Câmara de Vereadores, Toni Duarte, lembrou que a própria lei orgânica do município de Lages prevê condições para o desenvolvimento da cultura, mas que isso não acontecia na prática. Agora o vereador afirma que percebe um caminho para que isto se concretize.

 

Foto: Arquivo CL

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: