Conecte-se a nós

Notícias

#CLentrevista a professora Cláudia Pezzi

Published

em

Gostaria que você começasse falando um pouco sobre a sua atuação como educadora.

Pra mim é uma satisfação trabalhar na Gered e dar continuidade no meu desenvolvimento como educadora. Trabalho há 27 anos, tanto na rede pública como na rede privada, e sempre além da sala de aula. Eu estou envolvida no desenvolvimento da educação municipal, com o Plano Municipal de Educação; estadual, com o Plano Estadual, e o Plano Nacional de Educação. Então, todos os indicadores estratégicos de qualidade da educação nós fazemos monitoramento e, nesse ponto, a Serra e o Conselho Municipal de Educação são muito participativos. Também trabalho com a Fiesc há 13 anos, como coordenadora do Núcleo de Educação do Senai da Serra Catarinense. Trago uma bagagem, uma experiência que vêm somar com todas as outras instituições de ensino para fortalecer, de maneira colaborativa, a educação da nossa Serra Catarinense. Temos uma perspectiva muito boa para este ano. Vamos trabalhar de forma integrada e sistêmica com o governador Moisés, com o secretário estadual de Educação, senhor Natalino, e fortalecer os vínculos com as instituições educacionais, como o Colégio Militar, com todas as instituições que nós temos hoje aqui na nossa região.

Você já tem conhecimento do funcionamento da Gered, das dificuldades e da situação das escolas estaduais na nossa região?

Eu sou e sempre fui educadora e faço um trabalho bem além da sala de aula, então, o trabalho da Gered, o trabalho da própria Secretaria Municipal de Educação, eu acompanho e colaboro. E eu só amanheci com o nome de gerente de Educação, mas o processo e todo o funcionamento eu sempre tive no meu dia a dia. A educação é a minha profissão. Não tem uma dificuldade nesse trabalho, é um desafio como toda mudança traz desafios, mas tô segura e tranquila no desenvolvimento e acredito que temos boa perspectiva para 2019 e nesses quatro anos que vamos estar à frente da Gered.

Como educadora, e agora como gerente, que tem a possibilidade de realizar ações e tomar decisões, há algum sonho de educadora que gostaria de realizar e que vai tentar colocar em prática nesses próximos anos à frente da Gerência de Educação?

A educação nos prepara para a vida. Eu sempre pensei e acredito que ela tem que ser prioridade e, sendo prioridade, vamos ter como superar as crises, não só a econômica, mas a crise moral que se instala hoje na educação. Não é um sonho, a gente tem capacidade de dizer que é real a condição de trazer um resgate da questão moral, da questão ética, do civismo dentro das escolas, em toda a comunidade escolar, não só professor, não só aluno, mas toda a comunidade escolar. Acredito que seja o sonho de todos termos uma educação de qualidade, não só para atender aos indicadores, mas para desenvolver o ser humano, como um ser participativo e consciente dos seus atos e com responsabilidade.

A gente percebe que há a necessidade de um serviço melhor prestado ao aluno, que precisa sair melhor formado, ter mais condições de seguir para uma graduação ou uma capacitação melhor, até para contribuir com o desenvolvimento do país. Porém, também é necessária a valorização do professor. São duas pontas que exigem um trabalho bem forte e de muita disciplina.

O planejamento e toda a estrutura desse novo governo visa a esse resgate de valorização, não só econômica, mas moral também. Acredito que essa parceria com instituições como a Escola Militar e todos nós da educação, vai fortalecer a condição do profissional. A educação está doente, mas não está doente só da questão salarial, esse é um ponto, tem toda a questão moral, ética. Então nós temos que hoje entender que a educação é um serviço que nós temos que entregar para a comunidade, entregar com qualidade, eficiência e transparência. Então é nesse pensamento que a gente vai trabalhar, reforçando, integrado ao nosso coordenador regional do partido, o senhor Airton, integrado com o secretário estadual de Educação, Natalino, e com o governador Moisés. Tempo e mudança traz, às vezes, ansiedade, mas toda mudança a gente pensa que é pro melhor. Falando em educação, só vamos ter resultado positivo.

Você falou várias vezes que uma das ações será a parceria com a Escola Militar, que apesar de não fazer parte da Secretaria de Educação, tem sido um exemplo de educação aqui no Estado. De que forma vai funcionar essa parceria?

O que nós pretendemos é uma via de mão dupla, tem momentos que a escola militar vai precisar, como todas as instituições vão precisar da Gered, e tem momentos que a gente vai poder contribuir. Assim como temos boas práticas na escola militar, também o Estado tem profissionais com valor, e projetos bons que a gente pode compartilhar. O trabalho colaborativo fortalece. Não só com a escola militar, mas com todas as instituições, é importante essa colaboração. O que dá certo, a gente tem que juntar e fortalecer. Então, por isso, a proposta seguindo já a premissa do presidente e do governador, é trabalhar em parceria forte com o colégio militar.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: