Conecte-se a nós

Notícias

Chuva provoca sete mortes em Recife e deixa 255 pessoas desalojadas

Published

em

Brasília, 18/06/2010, Agêcia Brasil

 

A Defesa Civil de Recife confirmou sete mortes em decorrência da forte chuva que há uma semana atinge a capital pernambucana. Um bebê está desaparecido. Segundo o órgão, 255 pessoas estão desalojadas e ainda há risco de desabamentos.

 

“O solo está muito molhado por causa da quantidade de chuva, por isso aquelas pessoas que moram em lugares considerados de risco devem permanecer afastadas de suas casas para evitar prejuízos ainda maiores”, afirmou a assessora executiva da Secretaria de Controle, Desenvolvimento Urbano e Obras, em entrevista, por telefone, à Agência Brasil.

 

Segundo a Coordenadoria de Defesa Civil de Recife (Codecir), das 19h de ontem (17) às 7h30 de hoje (18), foram registradas 81 ocorrências. Destas, 36 são referentes a deslizamentos. Vinte são pedidos de vistoria; 19, de lona; e quatro, de corte de árvores. Há ainda dois registros de alagamento.

 

De acordo com a assessora, cerca de 300 funcionários da prefeitura trabalham em atividades como limpeza de bueiros, conserto de semáforos, vistoria em casas situadas em áreas de risco e auxílio a desalojados.

 

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), de quarta-feira (16) até a manhã de hoje choveu 347,4 milímetros (mm), sendo que a média do mês é de 388,9 mm.

 

“A chuva dos últimos dias é expressiva, mas está dentro na normalidade. Estamos no período de chuvas nessa região", ressaltou o coordenador do Inmet em Recife, Raimundo Jaildo.

 

O prefeito de Recife, João da Costa, decretou ontem estado de alerta máximo na cidade. Com a medida, que será publicada no Diário Oficial do município amanhã (19), todas as secretarias e órgãos vinculados às ações de Defesa Civil passam a ter como prioridade máxima o atendimento às necessidades decorrentes da chuva.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: