Notícias

Campanha de posto de gasolina quer mostrar que lucro vai para o governo

Published

em

Foto: Susana Küster

Com o tema: “O problema não é o posto, é o imposto”, uma campanha de conscientização feita pelo Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro/SC), lançada essa semana, visa alertar o consumidor sobre os impostos do combustível.

Nesta sexta-feira, comemora-se o Dia do Consumidor, e o sindicato quer divulgar através cartazes e folhetos para distribuir entre os clientes dos postos associados ao sindicato, que mais de 43% do preço da gasolina comum são compostos por impostos. Cerca de 41% se dividem entre a refinaria e o valor do etanol adicionado ao combustível. E, sobram 15,48% que ficam com a distribuidora e o posto.

Quando se trata do diesel o percentual muda. Mais de 62% ficam divididos entre o preço do diesel e o biocombustível; os impostos (federais e estaduais) ultrapassam os 21%; restando 16,37% para a distribuidora e o posto revendedor.

O presidente da entidade, Luiz Antônio Amin, frisa que o Sindipetro quer mostrar que o dono do posto, diferentemente do que muitas pessoas pensam, não é o vilão. “O percentual destinado aos empresários é para pagar o aluguel, salário dos funcionários, encargos sociais, água, energia, segurança, manutenção do empreendimento, taxas de cartão, entre outras despesas”.

Procon produziu cartilha para o consumidor

O Procon de Lages produziu uma cartilha sobre endividamento, que contém informações sobre cartões de crédito, dicas para equilibrar as finanças e de como fazer boas compras, além de ajudar os aposentados e pensionistas com informações sobre os empréstimos.

Já foram entregues 500 cartilhas, e elas têm tido uma boa aceitação, segundo o coordenador do Procon de Lages, Julio Borba. Elas são entregues no órgão, mas têm empresas que pedem para entregar aos seus funcionários.

Gasolina

  • 43% impostos
  • 41% refinaria e etanol
  • 15% distribuidora e posto

Diesel

  • 21% impostos
  • 62% preço do diesel e biocombustível
  • 16% distribuidora e posto

OBS.: Os percentuais não fecham em 100% porque apenas consideramos as duas primeiras casas decimais

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: SINDIPETRO/SC lança campanha para conscientizar consumidores nos postos de combustíveis – SINDIPETRO

Deixe uma resposta