Geral

Caixas contentoras viraram depósito de lixo reciclável

Published

em

Foto: Susana Küster

Muita gente ainda não sabe como deve utilizar as caixas contentoras que foram instaladas em novembro do ano passado, em algumas ruas do Centro de Lages. Ao todo, foram implantadas 75 caixas e em todas só devem ser depositados rejeitos, como restos de comida, cascas de frutas, isopor, papel higiênico, fraldas descartáveis, guardanapos, bitucas de cigarro, roupas e calçados em má estado de conservação. Não se pode descartar materiais recicláveis. Só que isso anda acontecendo com frequência.

Em uma volta pelo Centro de Lages, na terça-feira (11) à tarde, a equipe do CL encontrou dentro das lixeiras, garrafas PET, jornais, caixas de papelão e até latinhas de alumínio. O selo grande estampado nas caixas explicando o que deve ser jogado nelas, parece que não surtiu efeito para algumas pessoas.

Armindo Risczik, comerciante do Centro da cidade, comemora o fato de ter onde jogar lixo a qualquer hora do dia. Porém, lamenta ao ver pedestres, comerciantes e moradores do Centro jogando material reciclável nas caixas. Enquanto era entrevistado, o morador de um prédio próximo ao local descartou uma garrafa PET na lixeira. “O pior é que tem comerciante que continua colocando os sacos de lixo na calçada, ao lado de um poste, sendo que é só caminhar até a caixa que fica bem perto.”

Ele reclama de a prefeitura já não ter arrumado caixas contentoras de lixo reciclável. “As pessoas precisam jogar em algum lugar. E ali fica guardado, se chover, não molha. Porque a prefeitura não toma uma atitude? Outro problema é que ninguém sabe onde descartar aquelas lâmpadas fluorescentes, já vi muitos jogarem nas caixas.”

Planejamento

O diretor de resíduos sólidos da Semasa, Milton Matias Filho, conta que estão sendo planejados locais para colocar mais caixas, de uma forma que não atrapalhe o trânsito, nem os pedestres. “Estamos fazendo um levantamento junto à Serrana para decidir os espaços que vamos colocar mais caixas. Queremos identificar de uma maneira diferente da caixa dos resíduos. Houve uma aceitação muito grande da comunidade.”

A expectativa é que daqui cerca de um mês, mais 45 lixeiras sejam instaladas. Além disso, o diretor explica que serão implantados oito ecopontos na cidade. “É tipo um contêiner dividido por tipo de lixo, em um formato bonito. Dois ou três ficarão na região central.”

Ontem, a Semasa estava fazendo recuo nas calçadas para que as caixas não fossem mais mudadas de lugar por alguns motoristas. Situação que foi exposta em uma reportagem do CL.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com