Esportes

Brasil é soberano diante do Peru

Published

em

Cebolinha deverá ser uma das armas do ataque Brasil na final - Foto: Lucas Figueiredo/Divulgação

O Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, viverá um dia histórico neste domingo (7). Às 17 horas, Brasil e Peru se enfrentam na grande final da Copa América. Estatisticamente, os brasileiros levam vantagem nos confrontos contra os peruanos. De acordo com levantamento feito pela Gazeta Esportiva, o Brasil tem números melhores em relação ao Peru em sete de nove quesitos analisados.

Quando o assunto é gols sofrido, os brasileiros ganham de goleada. Enquanto o goleiro Alisson ainda não foi vazado, a defesa peruana já sofreu seis gols, cinco deles justamente na goleada por 5 a 0. O Brasil também está na dianteira no quesito troca de passes.

Ao todo, a seleção canarinho acertou 2.612 passes contra apenas 1.447 do Peru. Obviamente, se têm dificuldade em tocar a bola, os peruanos optam pela ligação direta. Neste quesito, a equipe comandada por Gareca deu 70 lançamentos certos, contra apenas 43 do Brasil.

A Seleção Brasileira também lidera o quesito dribles, com 28 dribles certos contra 22 dos adversários. Além disso, o Brasil leva vantagem em cruzamentos certos (45 a 23), finalizações certas (30 a 22), gols marcados (10 a 6). Por outro lado, os dados estatísticos mostram que os peruanos são bons nos desarmes, com 79, enquanto os comandados de Tite conseguiram 73. 

Freguês histórico

Quando se olha para o histórico dos confrontos, o Brasil tem uma larga vantagem diante do Peru. Desde 1927, ano em que a seleção peruana foi criada, brasileiros e peruanos se enfrentaram 44 vezes.

Conforme levantamento do Jornal Correio, da Bahia, foram 31 triunfos do Brasil contra apenas quatro dos peruanos, além de nove empates. Na Copa América, o retrospecto também é amplamente favorável à Seleção. Em 18 jogos, o Brasil venceu 12 vezes, empatou três e perdeu outras três.

Um das derrotas sofridas pelo Brasil ficou marcada. Na Copa América de 2016, os peruanos eliminaram os brasileiros na primeira fase do torneio pelo placar de 1 a 0. O revés culminou com a demissão do então técnico Dunga. Vale ressaltar que neste jogo, o  peruano Ruidíaz marcou o gol com a mão, mas o lance foi validado pela arbitragem.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com